«

»

jul 16 2007

O perigo dos Braindumps

BraindumpsResponda com sinceridade… Quem nunca ficou tentado em usar um TestKing, ou um Pass4Sure para passar rapidamente em um exame de TI?

É natural querermos atingir um status mais elevado no menor tempo e dispendendo o menor esforço possível. Essa característica, presente na maior parte dos seres humanos, explica o estrondoso sucesso dos cursos sequenciais e tecnológicos (aqueles de 2 anos), por exemplo.

No caso de certificações de T.I., não é diferente. Cada vez mais os candidatos buscam os chamados “braindumps”, verdadeiras “colas”, como uma alternativa ao estudo. O resultado: Cada vez mais o mercado é inundado com profissionais teoricamente qualificados, mas que na verdade, sequer sabem o assunto da certificação que obtiveram.

O que muitos não sabem é para se conseguir os bons empregos, apenas o papel (certificação) não basta. É preciso MOSTRAR o domínio de determinado assunto, seja por meio de uma entrevista, seja por meio de testes. E é nesse ponto que os “braindumpers” são desmascarados e retornam, com seus rabos entre as pernas.

Nos grupos de discussão em que participo, não raro testemunho solicitações de braindumps. Não se enganem amigos… ser aprovado em um exame não significa que você domina aquele assunto. Já que você se dispôs a obter uma determinada certificação, por que não obter também o conhecimento necessário? Lute por aquilo que o distinguirá dos outros profissionais no momento de uma entrevista: o conhecimento!

A Cisco (assim como outras empresas), ciente do problema com braindumps, vem tomando as ações necessárias para coibir esta prática. Uma delas foi o recente fechamento dos centros de testes na China, Rússia e outros países, verdadeiros centros de distribuição de braindumps. A Cisco está atacando o mal pela raíz. Outra ação da Cisco é revisar suas provas com mais frequência, tornando os braindumps desatualizados mais rapidamente. E pelo visto, tem funcionado, já que observo cada vez mais, em grupos de discussão, o relato de reprovações em exames diversos, fruto direto da falta de estudo e do uso indiscriminado de braindumps.

Assim, lanço a campanha: DIGA NÃO AOS BRAINDUMPS!!! Faça parte dela!!!

Um abraço amigos,

 Marco.



Comente usando o Facebook!
0
0

17 comentários

1 menção

Pular para o formulário de comentário

  1. Alexandre

    Apoiado 200%!!!

    0

    0
  2. Luiz Claudio

    Concordo plenamento com você Marco, na empresa onde trabalho a pessoa mostra que tem conhecimento, não através dos certificados e sim do dia dia, conheço varias pessoas com certificações tanto ccna quanto mcp mcsa, quando vamos ver na hora h… é que pergutnamos como você tirou esta certificação, e a pessoa se sente até humilhada por sua mentira ter sido descoberta, Utilizar os Braindumps, é mentir para se mesmo.
    Abraços a todos
    Luiz Claudio

    0

    0
  3. Eduardo

    Fiz o curso de CCNA, estou estudando pra caramba e acho a oportunidade de usar um DUMP somente como complemento de estudo, para ter noção de como são as questões. Não acho que isso me prejudicará. Como falei, estudo o livro, uso o packet tracer 4.0 como simulador e uso o testking para testar os meus conhecimentos.

    1

    0
  4. Felipe moura

    Fiz o curso mas passei axo eu pelo pass4sure pois cai certinho como as questões são.

    0

    0
  5. Marco Filippetti

    Olá Felipe, me desculpe mas… dizer que passou devido ao uso do P4S não é mérito algum.

    0

    0
  6. ferrugem

    Olá Marco, concordo plenamente com você .. Num futuro não muito distante pós certificação “fácil”, este “certificado” irá se arrepender.. Portanto o que eu diria, é para não pagar pra ver!!! Estudem muito .. Vocês não vão se arrepender!!!

    Abraços Marco e mais uma vez parabéns pelo site cara!!! Um site sério que certamente ajudará muitos a alcançar uma certificação ou, no mínimo, rever alguns conceitos sobre alguns assuntos relevantes!

    0

    0
  7. Telles

    Acredito que se uma pessoa estuda e depois faz um barindump pra medir o seu conhecimento ou pra ter noção de como é a prova não existe problema algum. Agora quem estuda somente por Braindumps e cia ai sim é de se lamentar.

    1

    0
  8. Adalberto Nuno

    Acredito que o profissional deve estar formato, estar com os conhecimentos necessários para o exame e o mercado de trabalho. Mas isso é um complexo problema. Os cursos de graduação estão sendo trocados pela graduação tecnológicas 2 e ½ anos. Isso refleti que conhecimento não e tudo. Que pena!

    0

    0
  9. Marcia Guimaraes

    Olá…

    Acredito piamente na capacidade do ser humano. Sei que todos têm condições de alcançar um objetivo, seja ele qual for, e se for bem me orientado, irá pelo caminho certo e longe. Mas do contrário, vai perder tempo, credibilidade, dinheiro e reputação (o que é pior), porque crê na lei do “menor esforço”.

    Pergunta :
    O que nos remete ao pensar em alguém capaz de executar uma dada tarefa e existir um documento atestando isso ?

    Resposta:
    Acredito de pronto que a pessoa está qualificada.

    Resposta errada !!!

    Simples.

    Imagine alguém que esteja se candidatando a pilotar uma aeronave. Apesar de ter seu breve e ter feito “x” horas de vôo, ela ainda precisa comprovar que domina o assunto para quem está contratando. Você, o contratante, olha para o candidato(a) e diz : “- Sinta-se em casa. Vai lá e pilota !”

    Se a pessoa em questão fez um, digamos, BRAINDUMPS AERONÁUTICO, o que você acha que acontecerá ???

    Não, não, não se dê ao trabalho de dizer. Eu digo : A MÁSCARA VAI CAIR. 😉

    Vai cair porque a “criatura” vai estar numa enrascada enorme e tão grande que, além de não acreditar que seja capaz de dominar a aeronave, porque teme pela sua própria segurança, ele sabe da sua incapacidade. E isso ficará patente.

    Na nossa área, o exemplo acima pode muito bem ser aplicado. Tire a aeronave e coloque 3 routers, e mais 5 switches. 🙂

    Testking, genéricos e similares, não podem ser tomados por base para uma carreira na área de Redes. No máximo, você pode utilizá-los para “aferir” seu conhecimento por estes instrumentos após toda uma trajetória de estudo e re-estudo.

    Meus amigos, “malandragem” aqui será detectada no primeiro contato. Não se iludam.

    Mais um exemplo para fechar:

    É só parar e imaginar horrorizados, com a possibilidade de um dia você precisar ir a um consultório médico, e vislumbrar, passar pela sua cabeça a possibilidade daquele profissional ter chegado ali por meio de BRAINDUMPS MÉDICOS.

    Em sã consciência, você continuaria ali ?!? Eu não. E sairia correndo.

    E olha que o exemplo não é extremo. É só abrir os jornais e ver que tem muita gente com a incapacidade de clinicar e fazendo barbaridades e fica tudo por isso mesmo, até porque existe o famoso corporativismo que reveste os CRM´s pelo Brasil afora. Somente para ilustrar.

    Agora no nosso mundo :

    Vamos imaginar que estamos em uma grande empresa, e esta precisa de um, digamos, CCNA. A empresa precisa saber qual o seu nível de conhecimento (O seu skill, como dizem…), e faz um teste rápido, entregando a você algumas tarefas que ela, a empresa, considera serem básicas. Dizem para você ir até o rack e fazer acontecer. E… você, nervoso, suando em bica, alega que… que… não está preparado. “É, então qualquer dia desses entramos em contato com você. Muito obrigado por ter participado do nosso processo seletivo.”

    E nunca mais você ouve falar deles….

    Bem, estamos numa área onde o conhecimento é ALTAMENTE volátil, porque você precisa estar constantemente se atualizando. Sempre, sempre e sempre.

    Qualquer profissão é assim, e aqui não é diferente.

    Então, não vamos nos precipitar e tomar o atalho. É preferível percorrer todo o caminho e estar tranquilo, do que ser surpreendido com as situações acima, e que são perfeitamente factíveis.

    Resumindo :

    Qual a sensação que temos depois de uma missão cumprida e ter a consciência de que está preparado ???

    Sensação de bem estar e de dever cumprido.

    Sds.
    Márcia Guimarães

    OBS.:
    Andei lendo e vi que na nossa área nos próximos 4 anos serão gerados 100 mil novos empregos.
    Está acontecendo, então, vamos pegar a oportunidade, mas sem BRAINDUMPS !!!

    1

    0
  10. Minu

    Seus comments parecem tópicos Márcia! Concordo contigo e assino em baixo!!! E aguardo ansiosamente por estes empregos na área de redes, porque por hora tá complicado. Mas não desanimo, continuarei estudando porque descobri uma coisa interessante nesse tempo de estudos: Eu descobri que não estudo redes para somente obter um cargo legal e estabilidade financeira no futuro. Eu estudo networking porque me dá prazer e me faz sentir bem!

    0

    0
  11. Marcia Guimaraes

    Legal Minu. 🙂

    Compartilho com você o mesmo sentimento. São 24 horas respirando Redes.

    É quase uma “cachaça”.

    Legal Minu….legal…:)

    0

    0
  12. Minu

    éééé, é isso aê.. Estes BrainDumps são apenas ajuda, embora eu prefira o VisualCert que passou outro dia, aquele é bom para testar o conhecimento.

    0

    0
  13. rpgabriel

    Penso que pessoas que usam tal prática morrem pela boca quando tentarem tirar um CCNP ou CCIE. Uma hora essa casa deles cai.

    Na filosofia do TaeKwonDo, a faixa mais importante não é a preta, mas sim a branca. Pois se você não é bem preparado de fato, na primeira faixa, nunca chegará no mais alto nível de excelencia da arte marcial.

    Assim, creio que é o mesmo motivo que tanta gente odeia matemática (sei que não os que gostam dessa nossa área de redes, pois ela é intrínseca e prazeirosa).

    Creio no fato que, quando nas suas 4as e 5as séries do ensino básico, estas pessoas aprenderam que era “fácil passar numa prova colando”, e aí quando chegaram aqueles cálculos de matrix, radiciação, sistemas, entre outros, elas ficaram na mão descobrindo o quanto não entendiam do assunto. Aí, neste ponto surgiu neles a famosa prática de dizer “eu odeio matemática”.

    Coibir os que simplesmente usam Braindumps para passar em testes não é algo que podemos fazer, creio, mas ao menos podemos nos ajudar para que os que realmente estudam, e lutam para aprender, possam crescer mais e mais, até o ponto em que estes falsos profissionais venham a dizer: “Não fiz o CCIE porque não creio que preciso ser especialista”, e você traduzir isto como “Não fiz o CCIE porque nunca aprendi de fato a base de tudo”.

    Aproveito então para parabenizar todos aqui, pois este blog tem sido valioso pra meus estudos, e pretendo compartilhar quando eu assim tiver conhecimento para tal.

    Abraços, e bom estudo para todos,
    Rony Gabriel

    0

    0
  14. paulocosta61

    Na minha opnião o importante é, mesmo que usando algum Dump, você saiba o porque de cada resposta, entenda o assunto estude pelos livros e de autores diferentes, eu trabalho a 10 anos com Redes tenho CCNA, e estou estudando para o CCNP, e cuidado galera tem Dumps ai que as respostas estão erradas.
    Alguem CCNP pode me indicar algum material bom para estudo ?
    Obrigado.

    0

    0
  15. marcelo.com

    usar braindumps APENAS para se beneficiar profissionalmente é a maior farsa!!
    É enganar a si mesmo !!

    É fácil…embora seja necessário ter conhecimento para algumas questões, uma prova pode ser feita após BITOLAR por mês.
    Seguindo esse raciocínio, em 4 meses vc teria 4 certificações na manga…

    Interessante, não?

    Mas se precisar mostrar na prática…tá frito, e queimado na empresa…e talvez no mercado!!

    …o “crime” não compensa…

    Abraços!!

    Marcelo Castro

    0

    0
  16. WELMAR

    Prezados amigos,

    acredito que, com o que vou falar, serei criticado. Vejo alguns referindo a buscar resultados em maior velocidade é prejudicial, na maioria das vezes é verdade essa colocação, porém ao referirmos as faculdades Tecnológicas como um mal ao sistema de ensino, não é verdade.
    Tive uma formação de Bacharel pela Universidade Fumec em Ciências Aeronáuticas e resolvi seguir mesmo, a carreira na area de redes de computadores, optando assim por um curso de Graduação Tecnológica em redes de computadores. Na verdade a diferença vem pela visão Gerencial e um pouco genérica do Bacharel e mais especialista do tecnólogo. Tenho inúmeros amigos que são bachareis em Ciências da Computação e nem mesmo sabem o funcionamento de um DNS,DHCP e etc. Ou seja, o curso de 2 anos, muitas vezes, dependendo do seu foco, pode ser muito mais interessante. Só pra ressaltar, em momento algum estou dizendo que o curso de Bacharel é pior que o Tecnológico. Muitas vezes pela imaturidade ou falta de ter determinado qual area da computação irá seguir, o curso de 4 anos é imprescindivel.

    Essa é a minha opinião.

    Agora quando nos referimos aos Braindumps, realmente estamos falando de algo bem complicado. As vezes dependendo do sistema de admissão de uma empresa você pode até passar na seleção, mas o que vai te demitir, será a falta de conhecimento/domínio do assunto no dia a dia. Seus “colegas” de trabalho com certeza vão se perguntar: ” Como esse cara entrou aqui? “.

    Abraços

    Welmar Passarelli

    0

    0
  17. Edson

    Verdade seja dita, engana-se quem tenta esse jeitinho, esta se iludindo.
    Vai se queimar no dia-a-dia de trabalho e pode perder o emprego.
    O jeito é estudar para valer, para que a certificação sirva para provar o que você conhece e não apenas mais umas letrinhas no currículo.

    0

    0
  1. Diga adeus aos braindumps Cisco! » Blog CloudCampus Networking Academy

    […] Para quem quer saber mais sobre dumps, sugiro este post que escrevi em 2007. […]

    0

    0

Deixe uma resposta