«

»

abr 07 2008

Governo anuncia banda larga nas escolas para 37 milhões

Pessoal, 

Se acontecer efetivamente (se realmente for implantado como prevêem),  é uma mudança significativa na Internet brasileira e mundial, pelo número de usuários, pela quantidade de tráfego e pela inclusão digital.

Segue matéria da Folha de São Paulo de hoje: http://www1.folha.uol.com.br/folha/dinheiro/ult91u389845.shtml

Abraços,

Fábio A. de Amorim



Comente usando o Facebook!
0
0

4 comentários

Pular para o formulário de comentário

  1. Marco Filippetti

    Oi Fábio! Eu até acho que isso sai… mas tb acho que “inclusão digital” é um termo criado aqui, no Brasil, e não passa de uma grande bobagem demagógica… :-O

    Explico… é muito bonito falar em inclusão digital! Mas ANTES disso, é preciso haver:

    – Inclusão Educacional
    – Inclusão no mercado de trabalho (tem que se gerar mais empregos)
    – Incusão na Saúde (quantas pessoas não tem acesso à um sistema decente de saúde???)
    – Inclusão sociológica!!!

    Enfim, um mundo de inclusões ANTES da digital (que na minha opinião, é a mais supérflua de todas)…!

    Votem em mim para presidente 2010 😀

    Abs!

    Marco.

    0

    0
  2. ferrugem

    Marco, quem sabe um MAPAPRE (MArco PAra PREsidente) rsrsrs !!!! 😀

    Assim como o Marco, acredito que o governo emprega esta “Inclusão Digital” de forma muito demagógica.. Mas acredito piamente que acesso a internet, se bem utilizado, pode auxiliar bastante no aprendizado, pelo fato de que hoje é muito fácil ter acesso a informações e conteúdo para estudo, assim como temos este espaço!

    Infelizmente no país temos muito outros problemas que são muito mais sérios do que dar acesso banda larga em escolas públicas, todavia não são tratados com a devida importância e, estes problemas, deveriam sim ser prioridade!!!

    Como dito na reportagem, serão gastos quase 1 Bi de Reais, sendo que, só pra citar um exemplo, nossa saúde pública é uma catastrofe.. Podemos perceber isso com a epidemia de dengue no Rio de Janeiro e muitos outros casos, que até já presenciei, mas que não convém ficar aqui citando! Ou, aqui é um blog de tecnologia.. rsrsrs 😀

    Brincadeiras a parte, eu como um brasileiro nato, tenho esperança e não desisto nunca de que um dia seremos um país melhor!!!

    0

    0
  3. Fabio A de Amorim

    Marco,

    Concordo em partes contigo. E repeita a sua opinião e de todos profundamente.

    Realmente é muito maior a prioridade em fazer Inclusão Educacional, Inclusão no mercado de trabalho, Incusão na Saúde e Inclusão sociológica, como você disse.

    Mas, principalmente quem trabalha com educação como eu, meu irmão (ele dá aula inclusive na rede pública em um local de renda muita baixa) e vários amigos nossos deste meio, vemos que a inclusão digital não é nenhuma bobagem demagógica. Ela tem efeitos transformadores. Tal como esporte e cultura, ela transforma a realidade dessas pessoas, abrindo novos e promissores horizontes. Lógico que, pra elas, nada adianta ter acesso a isso e não ter educação básica, média e avançada, não ter comida, não ter saúde e/ou não ter emprego. Mas a inclusão digital melhora a vida dessas pessoas. Leva conhecimento. E conhecimento é transformador. Nós, que tivemos acesso ao conhecimento e a educação de forma mais fácil que a maioria dos brasileiros, sabemos o quanto o conhecimento e a educação foram e ainda são transformadores em nossas vidas. Aliás, é disto que trata este blog, como disse o Ferrugem. Conhecimento e Educação são transformadores de cidadãos (no caso da educação), transformadores de profissionais bem sucedidos e com reais possibilidades de emprego, de escolha de emprego (coisa que a maioria não possui). Sem querer ser “metido a besta” 😉 , deixem-me lembrar uma frase de Freud, que concordo: “A única forma de poder é o conhecimento”. E não entenda aqui a palavra poder no sentido de ser mandatário, imperialista, “patrão”! 😉 . Mas sim no sentido de conseguir o que vc. quiser, sem passar “por cima” de ninguém.

    Só para finalizar a saudável discussão não-política (este blog não é lugar para isso – mas, só para deixar claro, não gosto nem um pouco do atual governo 😉 ), sobre o efeito de ações como esta do Governo Federal que visa sim a inclusão digital, segue alguns números do orçamento da União aprovado pelo Congresso Nacional em 12/03/2008 (retirados do site do Senado Federal – ( http://www9.senado.gov.br/portal/page/portal/orcamento_senado/Noticias?codigo=169):
    – A saúde ficará com R$ 48,4 bilhões, a educação, com R$ 24,7 bilhões e os programas de seguro-desemprego e abono, com outros R$ 19,3 bilhões.

    Como diz a matéria da Folha, este projeto de Banda Larga nas escolas tem “previsão que a rede custe entre R$ 800 milhões e R$ 1 bilhão”…

    Mais uma vez quero deixar claro: a discussão é saudável, respeito todas as opiniões e isto mexe bastante com nossa área de redes. 😉

    Abraços!

    Fábio A. de Amorim

    0

    0
  4. Marco Filippetti

    Fábio, toda discussão é saudável! É para isso que serve o blog 😉

    Meu comentário foi para apimentar as coisas mesmo.

    Também trabalhei com educação por um bom tempo, mas minha percepção segue sendo diferente da sua. Acho que você está focando em escolas de grandes centros urbanos… . Por exemplo, não consigo imaginar o benefício de um PC conectado à Internet em uma escola em que os professores não possuem capacitação, as crianças não têm motivação (porque suas famílias não têm condições de lhes dar uma vida mais decente), ou mesmo têm tanta fome que não conseguem concentrar-se em nada que não a hora da merenda. Muitas escolas brasileiras sequer têm energia elétrica. Agora, imagine colocar um computador com banda larga! Isso sem contar os locais mais afastados e sem nenhum tipo de segurança. Um PC duraria exatos 5 minutos, e depois seria roubado. Hoje, roubam cadeiras, merenda e até vasos sanitários de muitas escolas. Vasos sanitários, pelo amor de Deus…! Nossa realidade ainda é muito diferente da de outros países, como EUA, por exemplo. Primeiro é preciso resolver os problemas básicos. DEPOIS investir 1Bi em um projeto destes. Este dinheiro seria melhor empregado em outros projetos, que poderiam pavimentar o caminho para a inclusão digital.

    Inclusão digital, por si só, não tem sentido.

    E que da discussão, surja a luz 😀

    0

    0

Deixe uma resposta