«

»

jun 06 2008

Novo colaborador no blog… 1, 2, 3… triple CCIE!!!

Caros amigos,

Todos sabemos o quão difícil é passar em um exame CCIE. Imaginem em TRÊS!!! O mais novo colaborador do blog é meu (e do Cesine) ex-colega de AT&T, o hoje “guru”, Anderson Alves, que saiu da AT&T e foi tentar a sorte na Espanha, por onde anda até hoje 😉 . Saiu daqui em 2004 sem nenhum CCIE, e hoje já está a caminho do 4o. Não é para qualquer um!

O Anderson tem uma estória muito interessante, pois conseguiu o status de triple CCIE (R&S, Service Provider e Security) em muito pouco tempo. E já está estudando para o 4o: Voice! O cara não é fera… porque para ser fera, precisa ser um mortal 🙂 .

Anderboy, bem-vindo ao blog! Tenho certeza que vai chover perguntas sobre sua trajetória neste post…! Fique à vontade para respondê-las.

Um abraço!

Marco.



Comente usando o Facebook!
0
0

32 comentários

Pular para o formulário de comentário

  1. rafaelbn

    O que se fala para um triple CCIE?
    Oi???! auhauhauh

    Brincadeiras a parte, seja bem vindo Anderson! Contamos com a sua colaboração para ajudar ainda mais aqui no blog!

    Grande abraço!

    0

    0
  2. Toguko

    Minha nossa senhora….nunca tinha ouvido falar num triplo CCIE, qual o máximo de números de CCIE´s alguem pode ter ?

    Anderson, por favor nos conte sua trajetória na vida, aonde está trabalhando, por aonde passou…

    Parabens, Abraços

    0

    0
  3. Leonardo Degobi

    Caramba…

    Partindo para o 4° CCIE ? Que Incrível…

    Prepare-se pois, estaremos te pertubando com várias perguntas.. hehehe…

    Parabéns e seja Bem Vindo..

    abraços

    0

    0
  4. Rodrigo Farias

    Olá,

    Eu gostaria que você descrevesse a sua trajetória para atingir os 3 CCIE’s em pouco tempo como disse o Marco.

    Abraço

    0

    0
  5. Thiago Brecci

    Triple CCIE ????

    Que Deus lhe abençoe meu filho !!!
    kkkk….

    Não tem nem o que perguntar….uahuauhauhahu…

    Mas eu gostaria de saber, qual a carreira que ele pegou ANTES do CCIE ? Era CCNP (quanto tempo) ? Foi CCNA ?? ou alguma outra certificação base da Cisco ?

    0

    0
  6. lgchiaretto

    hahahha e eu ralando para o meu CCNA….

    heheh

    bem vindo velhinho !!!!

    :o)

    0

    0
  7. Rodrigo Falcão

    Meu amigo…o que vc come? O que vc bebe? Rsrsrs…
    Sua primeira palavra foi Cisco?
    Brinacadeiras a parte, seja muito bem vindo Anderson!!

    Abrçs!!

    0

    0
  8. pedroj

    Vc é japones?

    Nao vi no seu sobrenome!!!
    kkkkkkk

    Mano seja bem vindo, e inspire-nos com o seu depoimento!!!!

    Garanto que todos estao no aguardo!!!

    Abraços!!1

    Pedroj

    0

    0
  9. Italo Amaral

    Seja bem vindo Jedi/guru/monstro!!! Se esse blog já era uma grande referência antes, imagine agora…

    0

    0
  10. Rodrigo C. Soave

    E ai mermao, beleza? Cara voce virou expert mesmo em fazer CCIE, parabens! Eu nao teria toda essa coragem. talvez 02 no maximo. (rs) 🙂
    O Anderson hoje da aulas tipo bootcamp no Netmetric Solutions, e para dar cursos para CCIE tem que estar afiadissimo mesmo, por que voce vai ensianr caras de nivel elevado, que muitas vezes já sao CCIE´s e estao buscando outro track.

    Seja bem vindo,e grande abraço.

    0

    0
  11. Anderson Mota Alves

    Olá a todos,

    Gostaria de apresentarme a este excelente blog, começando por um breve resumo de como comecei com networking. Bem comecei a gostar de redes quando estava mudando de Windows 3.11 a Windows 95 (seguramente existem pessoas em este blog que pegou a época dos Cobra) e só gostava de manter a minha mente ocupada e jogava muito Doom naquela época (só Deus sabe o esforço que era pegar cópia de jogos com meus amigos em mais de 10 disquetes “zipados” ou com “ace” e descobrir que o último disquete estava com defeito e nao conseguia copiar o jogo pelo último bendito disquete).
    Foi quando descobri a maravilha que era criar um cabo cruzado “crossover” e colocar IPs no mesmo segmento para copiar os arquivos, nossa me lembro daquele dia como se fosse ontem.
    Ai começou a aventura, comecei trabalhando em uma construtora e por sorte como lá nao existia ninguém no departamento de TI, consegui ficar lá e me aventurei abrindo computadores e arrumando, de cada tres eu fazia um e sobrava peças mas era bem engraçado naquela época, gostava bastante.
    Logo comecei com o meu primeiro projeto de redes em uma empresa em Pinheiros onde comecei aprendendo redes com produtos da Enterasys, cheguei a estudar para a certificação ESE (Enterasys Systems Engineer) mas naquele momento percebi que Cisco era um grande nome no mercado, líder para ser mais exato resolvi mudar de empresa e começar a estudar Cisco.
    Comecei como todos com o CCNA, adorei Cisco não só por seus produtos mas pela forma que eles ensinavam redes, super metódicos e com bons livros e gráficos, foi naquele momento que eu descobri que a Cisco não estava de brincadeira e eu queria ser parte daquele mundo, era engraçado eu ouvia falar em CCIEs como possíveis deuses já que não conhecia nenhum e ouvia falar muito neles.
    Voltando a charla, fiz CCNA trabalhei um tempo como analista de redes junior e logo fui vendo livros para CCNP era difícil já que naquela época meu Inglês era quase nulo, resolvi seguir os passos de um tio meu largando tudo no Brasil e indo morar em Londres com um curso de Inglês pago, onde eu ficaria em uma casa britânica aprendendo Inglês das 9 da manha as 17:00, foi uma sensação incrível, um pais diferente, novo idioma, nova cultura e cheguei com o meu pouco Inglês e via que o acento britânico era realmente algo bem difícil e percebi que se eu dominasse o Inglês britânico o americano seria fichinha.
    Fiquei lá uns 6 meses e resolvi voltar visto que não tinha passaporte europeu e não queria estar lá sendo de forma ilegal, voltei ao Brasil retomei a minha faculdade e fiquei lá mais 2 anos e meios, trabalhei em um projeto como cooperativa na EDS e se não me falhe a memória foi quando eu conheci o Rodrigo Cesine, boa época aquela também aprendi muito com ele e como muitos diziam naquela época eu enganava bem já que tinha quase CCNP mas em realidade me faltava experiência de campo, tinha muita teoria.
    Foi quando recebi uma oferta e fui a Londres outra vez, desta vez empregado pela Compaq fiquei lá uns 3 meses quando a Compaq foi comprada pela HP e resolveram mudar o centro deles para Dublin, então fui a Dublin e morei lá 1 ano foi quando estudei o MCSA/MSCE para o Windows 2000 trabalhei com Storage lá (esqueci um pouco os conceitos de redes), conheci minha atual namorada em Dublin, uma espanhola (valenciana) voltei ao Brasil para finalizar minha faculdade e por fim terminei “Administração de Empresas com Ênfase em Sistemas” bem no final da faculdade já trabalhava na AT&T e consegui começar a dar aulas na faculdade Oswaldo Cruz no curso de redes, fiquei no Brasil pouco tempo e ainda em contato com a minha atual namorada resolvi deixar o trabalho e ir rumo a Espanha desta vez para ficar próximo dela. Fui a Espanha desta vez com pouco espanhol, sem entender a cultura aqui, a comida que definitivamente é algo exagerado não é a toa que Ronaldo veio magro e saiu gordo, cheguei aqui pesando 61 e já estou com 76 quilos, bem outra aventura resolvi buscar trabalho na minha área quando consegui uma permissão de residência na Espanha e consegui trabalho na Telefônica, foi quando tive a esperança de algum dia ser um CCIE, trabalhei com o projeto Imagenio (televisão por linhas telefônicas, basicamente grupos de multicast onde envolvia DSLAMs, QoS, muito multicast posso dizer muito realmente aprendi Multicast lá e o melhor de todo) três meses de horário reduzido pelo verão, trabalhavamos das 08:00 da manha as 14:30 por três meses, foi nesta época que já tinha o escrito de R/S aprovado e rumo ao laboratório, estava com vracks todas as tardes, que azar naquela época não existir dynamips então estudava até a 1:30 da manha todos os dias, nos finais de semanas estudava mínimo de 12 horas cada dia, fiquei perplexo em saber que eu não sabia muita coisa, quanto mais estudava e aprofundava conceitos técnicos com praticas de laboratório (para mim esta é a melhor forma de realmente aprender algo) para as pessoas que não tem a sorte de aplicar a teoria em projetos no dia-a-dia no trabalho. A coisa boa de ter vindo para a Europa neste determinado ponto da minha vida, foi que no Brasil eu tinha muitos amigos e amigas e eles gostavam muito de baladas, então costumava no Brasil sair de Quarta-feira a Domingo e via que nunca teria tempo para estudar nenhum CCIE se eu estivesse morando no Brasil, clima bom, praia, amigos, bebidas e por ai vai.
    Outra coisa boa de estar aqui é ganhar em euros, na conversão ao dólar fica tudo mais fácil quando temos que comprar cursos nos Estados Unidos, estudei com cursos da Internetworkexpert fazendo bootcamp com eles e alugava vracks com a empresa http://www.cconlinelabs.com bom equipamentos a um preço acessível. Fui a Bruxelas e felizmente aprovei de prima, nem eu mesmo acreditei terminei o lab em 6 horas e meia e tinha uma hora e meia para revisar tudo o que eu tinha feito no lab, repassei ele de cabo a rabo e ainda encontrei erros e coisas que tinha feito no roteador errado, o que a pressão psicológica não faz verdade?
    Voltei a Espanha e mudei de trabalho à uma empresa chamada Dimension Data, eles me ajudaram com o CCIE para Service Provider, estudei MPLS a fundo e aprendi realmente ATM e tudo mais que estava no blueprint da Cisco, estudei com vracks também e fazia laboratórios como um louco, fui a Bruxelas e mais uma vez passei de prima no exame desta vez foi por pouco terminei o lab faltando 5 minutos para acabar e tinha esquecido de salvar as configs, fiz tudo como um louco e acabei o exame a tempo, quase bombei no lab porque PPPoE com AAA não funcionava e quase todo o trafico do lab passava por ele.
    Logo incentivado por um amigo hindu, resolvi ir ao Security desta vez comprei os equipamentos, comprei PIXes com versão 7, comprei um concentrador de VPN, emulei o IPS 4200 e estudava pelas noites e finais de semana e até mesmo nas minhas férias, desta vez resolvi mudar a data do meu exame e adiantei a data, não deveria ter feito isto fui ao exame sabendo que ainda não estava preparado, terminei o laboratório mas por infelicidade não havia passado, também foi valida a experiência de não ter aprovado, estudei um mês e meio, revisei as áreas que não dominava, ACS e IPS eram meus pontos fracos, voltei ao exame e desta vez tinha a sensação que tinha feito um bom trabalho no laboratório, mas não estava seguro que tinha aprovado já que um CCIE é como um jogo de azar, nunca podemos afirmar nada, passei o final de semana sem receber a resposta e quase fiquei louco, acordando pela madrugada para saber a resposta, tinha perdido o meu vôo em Bruxelas e tive que dormir uma noite lá, comprar outro vôo para Espanha e quando recebi a resposta estava lá o PASS nunca gostei tanto de ter visto um PASS, a sensação é inexplicável só mesmo quem passou por isto sabe a sensação muito boa. Sai da Dimension Data e resolvi dar cursos bootcamps para futuros CCIEs e outros já CCIE que estão estudando para outro track de CCIE.
    Estou tendo oportunidade de conhecer pessoas realmente feras, algumas que já falharam no exame algumas vezes, outras que só vão porque as empresas estão pagando, outros realmente quase gênios e ensino a eles as minhas técnicas e as tecnologias dos blueprints do CCIE e em troca também aprendo muito com eles. Gosto muito disto, atualmente dou cursos para EMEA, e também Dubai e Índia.
    A minha dica para quem algum dia quer chegar a um CCIE é nunca deixe ou aceitei que ninguém te diga que você nunca chegará a ser um CCIE, escutava muito isto quando ainda era CCNA e posso dizer que qualquer um pode ser, tudo vai depender da perseverança e esforço que você vai dedicar a esta dura etapa, afinal 8 horas de exame pratico é realmente algo difícil e vejo que o CCIE é algo muito mais que um exame técnico, neste exame um controle de nervos é algo altamente requerido.

    0

    0
  12. Marco Filippetti

    Anderson, show de bola!!! Valeu mesmo por compartilhar com a galera sua trajetória, tenho certeza que muitos aqui precisam deste “empurrão”!

    Um abraço cara! E boa sorte com seus desafios do outro lado do mundo!

    Marco.

    0

    0
  13. Rodrigo Falcão

    Sua estória, como todas as outras, é inspiradora. E vemos que esse feito é fruto de muito trabalho e dedicação.
    Parabéns!!!

    Abçs!

    0

    0
  14. L.C.F.N

    Alcançando o 4º CCIE já se iguala ao Scott Morris, putzzzzzzzzz…!!!
    Realmente é de se tirar o chapéu.

    0

    0
  15. Rodrigo Farias

    Putz, é um exemplo de esforço…

    Eu tou me ferrando aqui pra conseguir o CCNP…

    Imagine 4 CCIE’s .. eu estaria no hospital.. rs

    Abraços

    0

    0
  16. sharkz

    Parabénss Anderson,

    Foi bom para me motivar a estudar pra minha 1ª cert (CCNA), marquei o exame pra dia 30/06… to com um poko de medo, mas mesmo se não conseguir de primeira não vou desanimar… Por essas e outras histórias, estou percebendo que escolhi uma carreira muito promissora, que exige muita dedicação mas com certeza de recompensa… Não sei quem teve oportunidade de ir ao Academy Forum dia 29/05 e assistiu a palestra do Pedro Ripper (presidente Cisco Brasil)… Ele comentou que em 2011 +- a demanda por profissionais de rede capacitados será enorme e que era para nós nunca pararmos de correr atrás de conhecer novas tecnologias e nos certificar.

    Sucesso para todos nós ;]

    0

    0
  17. SKVini

    Bom, e dificil dizer alguma coisa depois desta trajetória de vida.
    Sei lá, acho que Parabéns seja pouco, mas sendo verdadeiro ja vale!!
    Você é um exemplo, porque além de ter conseguindo todas estas certificações, é uma referência Brasileira no exterior.
    Ah! sei lá uma dúvida qual a sua idade? e em quanto tempo do CCNA você levou até sua 1(primeira) certificação CCIE?

    0

    0
  18. SKVini

    AH!!! Esqueci.

    PARABÉNS..

    0

    0
  19. Anderson Mota Alves

    Olá Soueukls, tenho 27 anos e demorei 6 anos do CCNA ao meu primeiro CCIE R/S. Do CCNA ao CCNP demorei uns 2 anos mais ou menos.
    Sharkz, muita boa sorte na sua prova estude bastante e tenho certeza que voce vai passar, o medo é algo normal para qualquer prova ainda mais agora que o CCNA de hoje em dia nao tem muito a ver com o CCNA de 6 anos atrás, o CCNA agora é bem mais completo e com parte do conteudo do antigo CCNP nele. Sei porque já ajudei um amigo meu que era dono de um Network Academy na Italia e consegui ver as mudanças no programa do CCNA e no novo CCNP.
    Pedro eu estudei basicamente com alguns livros do blueprint da Cisco, acho que os dois do Jeff Doyle indispensavel e também cursos como alguns do Jeremy Cioara da CBT Nuggets (mesmo ele errando em alguns pontos de conteudo do CCIE ele me ajudou muito com os cursos dele) e também bootcamps do InternetworkExpert, fiz na verdade os Class on Demand deles para o R/S, SP and Security, usei o workbook deles para R/S e SP mas nao gostei do workbook deles para o Security assim usei o do Netmetric Solutions (já que sao feras em Security).
    No começo ainda nao existia Dynamips, hoje em dia é possivel por exemplo estudar e passar no SP somente com Dynamips e estudar um 80% o R/S.
    Obrigado pelos agradecimentos e espero que o meu post sirva de motivaçao para todos que querem se especializar na área de redes… Somos brasileiros sim, e com muito orgulho!!!
    ahh uma coisa que no minimo será chocante ou interessante para voces, pelo menos foi para mim.
    Nao vou citar nomes para nao expor as pessoas envolvidas, mas descobri que existia uma pessoa no Brasil usando o meu número de CCIE para conseguir entrevistas no Brasil, por felicidade minha e infelicidade dele eu descobri por contatos no Brasil e consegui a cópia do curriculo deste individuo onde estava lá o meu número e o CSCO dele e usei um escritorio de advogados de uns amigos meus no Brasil para entrar em contato com esta pessoa e também comuniquei a Cisco sobre a tamanha fraude que vinha acontecendo com o meu número de CCIE. Já entao nao soube o que aconteceu com esta pessoa visto que a cisco disse que por sigilo nao poderia me dizer que fim levou esta estória, no minimo intrigante… Bem aqui foi um desabafo!!!

    0

    0
  20. Michel Perez

    Cara sua trajetória é fantástica, parabéns pela coragem e pela determinação, to aqui me matando pra virar CCNP quem diria ser 3x CCIE, olhando tua história me encheu de coragem. Abraço.

    0

    0
  21. GuilhermeW

    olá Anderson,
    primeiramento deixo meus parabens pela dedicação e por ter alcançado seus objetivos.

    Faço falculdade de Engenharia de Telecomunicações, e no momento trabalho com projetos de estação de tratamento de água e efluentes(AutoCad), nada a ver com a área, pois em Blumenau(SC) é muito difícil para achar algo nos primeiros semestres do curso.
    Tenho 18 anos, e gostaria de saber se vale a pena tirar CCNA sem ter experiência nenhuma na área, porém iria fazer o curso no SENAI para ter tal conhecimento prático em aulas do curso.
    Gostaria de saber se o profissional sem experiência e somento com o curso/certificação é bem aceito na área.

    Grato, Guilherme Winkelmann.

    0

    0
  22. Fabio Luiz Pagoti

    não se pode nem dizer: “Quando crescer vou ser igual a você” já que o Anderson Alves Norris tem 27 anos, tenho 9 para alcançá-lo, realmente não será fácil.

    0

    0
  23. Toguko

    Parabens e um dia eu vou ser CCIE, a meta é em 3 anos…e depois ser também um colaborador do blog….rs

    Abraços,

    0

    0
  24. Luis Matos

    Anderson.
    Mundo muuuito pequeno …. rsrsrs
    Se não me engano trabalhamos juntos no curso de graduação da Faculdade Oswaldo Cruz,
    mas nossos horários não se cruzavam. Eu ministrava o curso de projetos de redes LAN, acho que na época o coordenador era o Prof. Thiago Filho.

    Muito bem vindo,

    Abcos!

    0

    0
  25. Anderson Mota Alves

    Olá GuilhermeW, com certeza vale a pena estudar para tirar o CCNA mesmo sem estar trabalhando na área, visto que muitas empresas nao querem contratar alguém sem experiencia e ainda mais sem o CCNA para trabalhar com redes, visto que alguem com CCNA possui os conceitos minimos para levar uma rede… ou seja, é altamente recomendado que voce estude para o CCNA.
    Luis Matos, mundo pequeno messssmo é verdade estivemos trabalhando no curso de graduaçao da Faculdade Oswaldo Cruz e o coordenador era o Prof. Thiago Filho, sabia que o seu nome me era familiar. 😀
    Espero que voce esteja bem, abraços!

    0

    0
  26. alberto_villa

    Meus parabéns…

    Bastante inspiradora a sua trajetória e a sua dedicação em alcançar seus objetivos….

    Tenho dupla cidadania (minha mãe é espanhola), e gostaria de saber se o campo de trabalho é bom aí pela espanha, e se podemos fazer algum tipo de contato com empresas/faculdades pela net…

    Sou formado em sistemas de informação e atualmente aluno do network academy no rj.

    0

    0
  27. Anderson Mota Alves

    Olá Alberto,

    Voce sendo espanhol por nacionalidade é bem mais fácil conseguir trabalho aqui sim, já que voce tem direito de trabalhar em qualquer pais da comunidade européia, mas vou ser bem sincero que a Espanha está passando por um momento nao muito bom, e mesmo voce sendo espanhol por nacionalidade, se nao dominar o espanhol como um espanhol vai ter problemas para encontrar trabalho no principio (bem isto se voce nao domina o espanhol a perfeiçao, talvez voce o domine entao neste caso desconsidere o que acabo de escrever).
    A parte de redes aqui é uma área boa para pessoas qualificadas, além do que o seu titulo aqui nao teria muita validade já que nao estaria homologado pela Espanha, ou seja, voce talvez tivesse que estudar algum tempo aqui só para homologar o seu titulo.
    Ou seja, por incrivel que pareça vir com um CCNP aqui, ou a caminho de um CCIE tem mais validade que o seu diploma de sistemas de informaçao (com todo o respeito) assim é o mercado espanhol, imagina ao ponto que chegamos, em que uma certificaçao de Cisco vale mais que um diploma de faculdade.. rsrsrs
    Site para emprego http://www.infojobs.net além que já digo é bem dificil já chegar com um emprego na área de certificaçao de redes ou sem um nivel de espanhol aceitável para eles, aconselho se quiser vir ver como homologar aqui o seu titulo, já que é o unico meio se algum dia voce quiser ser funcionário publico aqui, só com diploma homologado. Já sobre o trabalho tire certificaçoes ai no Brasil, estude espanhol e vai chegar com um bom curriculo aqui e bagagem para trabalho na area.

    0

    0
  28. sullivan

    Chucky norris Alves, é muito bom saber que você agora tambem faz parte deste grupo!!

    Um grande abraço!

    0

    0
  29. Fabio A de Amorim

    Parabéns Anderson pela trajetória e bem vindo!

    Realmente impressionante!

    Abraços!

    Fábio A. de Amorim

    0

    0
  30. Marcello Ishida

    Anderson, bem vindo !!!

    ótimas experiências vividas hein !!! 🙂

    []s,
    Marcello Ishida.

    0

    0
  31. lincoln

    Anderson, seja bem vindo!
    E parabéns pelas certificações!!!
    Não é fraco não, hein!!!

    Abraço

    0

    0
  32. Meu…caneco!!!! Este ser não é humano…é um semi-deus….barbaridade!!!!

    Como pode…3 CCIE’s….não deve ser nada fácil hein!!!

    Parabéns Anderson, e seja bem vindo. Com certeza sua experiencia e sua trajetória foram muito válidas…obrigado por compartilhar conosco.

    Abraço

    Érik

    0

    0

Deixe uma resposta