«

»

jun 30 2008

Para refletir: Experiência, você tem?

Num processo de seleção da Volkswagen, os candidatos deveriam desenvolver uma resposta para a seguinte pergunta:

“Você tem experiência?”

A redação abaixo foi desenvolvida por um dos candidatos. Ele foi aprovado, contratado e seu texto está fazendo sucesso.

REDAÇÃO: Você tem experiência?

Já fiz cosquinha na minha irmã só pra ela parar de chorar, já me queimei brincando com vela. Eu já fiz bola de chiclete e melequei todo o rosto, já conversei com o espelho, e até já brinquei de ser bruxo.
Já quis ser astronauta, violonista, mágico, caçador e trapezista. Já me escondi atrás da cortina e esqueci os pés pra fora. Já passei trote por telefone. Já tomei banho de chuva e acabei me viciando.
Já roubei beijo. Já confundi sentimentos. Peguei atalho errado e continuo andando pelo desconhecido. Já raspei o fundo da panela de arroz carreteiro, já me cortei fazendo a barba apressado, já chorei ouvindo música no ônibus.
Já tentei esquecer algumas pessoas, mas descobri que essas são as mais difíceis de se esquecer. Já subi escondido no telhado pra tentar pegar estrelas, já subi em árvore pra roubar fruta, já caí da escada de bunda.

Já fiz juras eternas, já escrevi no muro da escola, já chorei sentado no chão do banheiro, já fugi de casa pra sempre, e voltei no outro instante.
Já corri pra não deixar alguém chorando, já fiquei sozinho no meio de mil pessoas sentindo falta de uma só.
Já vi pôr-do-sol cor-de-rosa e alaranjado, já me joguei na piscina sem vontade de voltar, já bebi uísque até sentir dormentes os meus lábios, já olhei a cidade de cima e mesmo assim não encontrei meu lugar.
Já senti medo do escuro, já tremi de nervoso, já quase morri de amor, mas renasci novamente pra ver o sorriso de alguém especial. Já acordei no meio da noite e fiquei com medo de levantar. Já apostei em correr descalço na rua, já gritei de felicidade, já roubei rosas num enorme jardim. Já me apaixonei e achei que era para sempre, mas sempre era um “para sempre”
pela metade.
Já deitei na grama de madrugada e vi a Lua virar Sol, já chorei por ver amigos partindo, mas descobri que logo chegam novos, e a vida é mesmo um ir e vir sem razão.

Foram tantas coisas feitas, momentos fotografados pelas lentes da emoção, guardados num baú, chamado coração. E agora um formulário me interroga, me encosta na parede e grita: “Qual sua experiência?”.
Essa pergunta ecoa no meu cérebro: experiência… experiência. Será que ser “plantador de sorrisos” é uma boa experiência? Não! Talvez eles não saibam ainda colher sonhos! Agora gostaria de indagar uma pequena coisa para quem formulou esta pergunta:

“Experiência? Quem a tem, se a todo momento tudo se renova?”

Um abraço!

Cassio Gomes.



Comente usando o Facebook!
0
0

19 comentários

Pular para o formulário de comentário

  1. Anderson Rodrigues

    Nossa, adorei.

    Bem legal mesmo, quem escreveu isso é realmente muito criativo e mereceu com certeza a vaga. Eu não hesitaria em contratar esse cara.

    Abraços,
    Anderson

    0

    0
  2. Fabio Luiz Pagoti

    Bela mensagem!!
    Está aí a importância de uma boa escrita, assim como uma boa expressão oral – tema discutido aqui no blog recentemente!
    Belo post Cassio! valeu!

    Fábio Pagoti

    0

    0
  3. sileandro

    Cara sem palavras! Esse cara merece vaga em qualquer empresa… Boa sorte a ele e a todos.
    Abraços.

    0

    0
  4. vaga de poeta só se for
    criativo? essa historia é mais velha que a minha vó
    daqui a pouco vai ter outro topico dum cara com uma historinha: “Eu tenho um sonho…”
    já que sendo poeta poucos como esse cara tem sorte, o jeito é eu continuar lendo meu curriculo da cisco aki e sonhar do meu proximo emprego nao ser em supermercado denovo.

    0

    0
  5. Mizael Andrade Reis

    Nossa, que desenvoltura.Maravilhoso.

    0

    0
  6. Toguko

    Só se for de poeta ou louco como o nosso amigo wing falou !!!

    Como eu costumo falar, “Sem romantimos”, o negócio é estudar e estudar…

    0

    0
  7. Marco Filippetti

    O texto é muito bom! Se garantiu ou não o emprego do autor, são outros 500, mas eu gostei bastante! 🙂

    Para refletir, como diz o post.

    Abs!

    0

    0
  8. enzoalmeida

    Muito bom hein, pra Polito nenhum por Defeito!!!

    0

    0
  9. Minier

    vivendo e aprendendo…tem gente sem carater para fazer tudo que eh errado..eh incrivel a cara de pau…

    0

    0
  10. Rodrigo Falcão

    Uma coisa ninguém pode negar…o cara foi pra lá de criativo e ousado, pois podiam simplesmente ter rasgado a redação do camarada e dado umas boas risadas, mas quem sabe o pessoal do RH ficou tão impressionado que deseja ver se ele tem a mesma criatividade e desenvoltura para trazer soluções?!

    Abrçs!!

    0

    0
  11. lgchiaretto

    é.. realmente… para refleter, e depois voltar a realidade !!!

    :o)

    0

    0
  12. lgchiaretto

    refletir*

    0

    0
  13. Leonardo Gomes

    Acho que pelo nome da empresa citada, o “pessoal” do RH, não é composto de mais alguns.
    O pessoal do blog se preocupou com a escrita, com a criatividade, mas não analizou realmente o que o texto em si descreve.
    Por exemplo, o que eu estou escrevendo aqui, mostra um pouco da minha personalidade, logo o texto dele também escreve a personalidade dele. Não sei qual foi a vaga que ele concorria, mas com certeza eles precisavam de uma pessoa que consegue ler as entrelinhas da vida e algumas coisas a mais, que deixo para o pessoal do blog refletir, já que é essa a dinâmica do artigo.

    Agora se eu estou enganado no tocante ao “pessoal” do RH não terem analizado a pessoa com o escrito em si, pelo amor de Deus, pai me tira deste mundo, pois o negócio está ficando sério. Ninguém mais consegue usar aquilo que a natureza lhes deu.

    Quem sabe que com isso, mas alguém aprende algumas coisinhas sobre a vida.

    Abraços.

    0

    0
  14. Patricia_SI

    Gostaria de postar uma dúvida que tive em relação ao texto a cima, redação trata-se de uma DISSERTAÇÃO ou de uma NARRAÇÃO da vida pessoal?
    Que dicas vcs me passam, para uma jovem que irá se formar em dezembro de 2009 em sistemas de informação , como me preparar para a experiência que o mercado de trabalho tanto exige ?
    vou pela razão ou emoção?
    abraços
    Obs: me corrijam se eu estiver equivocada…

    0

    0
  15. Henrique!

    estuda engenharia da computação querida.

    0

    0
  16. ricardotimoteo

    Patricia,

    Estudo aquilo que você gostar, estude tudo que te der prazer. Não tenha medo de escolher errado ou de mudar no meio do caminho, só não aceite ser uma profissional frustada. Não vá pelo que está dando dinheiro, indentifique em você suas aptidões, rede, softwares….etc. Não escolha engenharia só porque está dando dinheiro, muitos fizeram isso e quebraram a cara!

    Boa Sorte!!

    Ricardo,

    0

    0
  17. Jose Alexandre

    Muito interessante o texto e inteligente, é bem verdade que a nossa experiência sempre se depara com algo novo que surge a todo momento.

    Abraços!

    0

    0
  18. Rodrigo Ribaz

    Legal

    0

    0
  19. Edson

    🙂

    0

    0

Deixe uma resposta