«

»

jul 22 2008

Ranking ComputerWorld das 50 melhores empresas para se trabalhar

Pensando em entrar no mercado? Ou em mudar de emprego?

Saiu recentemente o ranking com as supostas 50 melhores empresas para se trabalhar, na área de T.I. Digo supostamente pois eu, particularmente, não confio cegamente nestas pesquisas. Uma coisa que me chamou a atenção é a disparidade do tamanho das empresas, nesta lista. Temos empresas com faturamento de R$50 BI ao lado de empresas com faturamento de R$1 MI. Eles deveriam, no mínimo, criar categorias diferenciadas. Não vejo como uma empresa que fatura R$1 MI pode oferecer as mesmas vantagens de outra, que fatura R$50 Bi. Mas… tudo bem 😉 !

Encabeçando a lista, temos as seguintes empresas:

  1. Chemtech
  2. Microsoft
  3. Kaizen
  4. Google
  5. CTBC TELECOM
  6. Intelig Telecom
  7. Nasajon Sistemas
  8. Sydle
  9. Intelbras
  10. Okto

Ranking completo:

http://computerworld.uol.com.br/idgestaticas/downloads/50-melhores.pdf



Comente usando o Facebook!
0
0

9 comentários

Pular para o formulário de comentário

  1. Marcos Pitanga

    No meu ponto de vista é simples. Devemos verificar o lucro líquido não o faturamento bruto.

    Eu faturo 50 Bi, mas no fundo meu lucro líquido é 1Bi…

    0

    0
  2. Johnny Vernin

    Na minha opinião, ter alto faturamento não representa ser uma empresa “boa” para se trabalhar. Conheço muita empresa dita “pequena” ou “média”, que dá muito mais vantagens aos seus funcionários do que muita empresa dita “grande” por ai…

    Fora que, tem que ver também, quais critérios a revista utilizou para esta avaliação.

    0

    0
  3. Marcos Pitanga

    A empresa em que trabalho fatura 50 milhões por ano e tenho uma série de vantagens…

    Apesar que sou meio suspeito em falar sobre o assunto. 😉

    0

    0
  4. Marco Filippetti

    Concordo com os pontos de vista colocados. Minha observação é que não dá para comparar uma empresa de 100 funcionarios (tem uma empresa que eu conheço na lista com este número de funcionários) com outra de 100 mil. Deveriam haver classificações distintas, na minha opinião. O motivo é simples. Estas pesquisas são respondidas pelos funcionários. Em uma empresa de 100 funcionários, dificilmente alguém vai “pichar” a empresa.

    Mas é como disse o Johnny, tem que ser analisado tb os critérios utilizados na avaliação.

    Valeu os comments 😉

    Marco.

    0

    0
  5. Rodrigo Farias

    Acho meio suspeito esse ranking…

    0

    0
  6. Anderson Rodrigues

    Com cerveja, deveriam haver classificações distintas.

    Não tem como comparar, assim como o Marco disse, empresas de porte imenso com outras de apenas 100 funcionários.

    Mas por mais que a pesquisa esteja longe da realidade, aumenta um pouco o foco de um profissional em sonhar em trabalhar em alguma empresa da lista. Pelo menos ao meu ver ^^ mas a empresa que eu sonho em trabalhar não está na lista (AT&T), felizardo é o Marco que já teve essa oportunidade.

    Abraços,
    Anderson

    0

    0
  7. flaviojbs

    Já leio a alguns anos essa publicação e por coincidência ou não nos últimos 3 anos eu trabalhei em uma das empresas que sempre estiveram entre as 10 primeiras. Sinceramente, a chamada que eles usam “A melhores empresas para se trabalhar” é muito duvidosa. Os autores até exibem os critérios e o tipo de abordagem feita, mas todos sabemos que não é por que a empresa está nesta lista que significa que todos os profissionais nela envolvidos terão qualquer melhoria ou desfrutem de prêmios, brindes, eventos, salários, infra-estrutura e outros atributos miraculosos ou diferenciados. Boa empresa para se trabalhar é onde se tem salários diferenciados, possibilidade de melhoria da carreira, auxílio com cursos, treinamentos e graduação, um bom ambiente de trabalho. Ou seja, um lugar onde o profissonal tenha um retorno e retorno para mim significa um bom salário e satisfação em trabalhar em um bom ambiente com uma boa equipe. Tudo isso claro deve ser conquistado.
    Enfim, em grande parte dos casos esses dados são mais para levantar elevar o ego de equipes administrativas, diretoria e presidência e para ser usado pelos departamentos de marketing e propaganda para usar como artifício na hora de divulgar o serviço ou produto. Na prática mesmo os profissionais passam longe disso. Não posso terminar deixando de dizer que também existem as excessões, pois seria tolice de minha parte. Posso também ter feito uma análise bem simplista dos resultados, é minha opnião.

    Abraços,

    0

    0
  8. Hábner Costa

    Bom, não sei até que ponto esses dados são confiáveis. Sou estagiário na CTBC Telecom e afirmo que é uma empresa da qual você tem orgulho de trabalhar, os profissionais são bem capacitados, a empresa contribui muito para seu desenvolvimento, disponibilizando cursos com pelo Brasil e exterior.
    Eu mesmo como estagiário tenho um salário rasoável para a categoria e já pagaram um certificado ITIL para mim e já estou vendo se pagam minha prova do CCNA.
    Então apesar dela não se comparar a empresas que faturam 50 Bi apesar de faturar 2, é uma empresa que ofere bastante perspectiva de crescimento para seus funcionários e até mesmo para os pobres estagiários 😀

    É isso.

    0

    0
  9. Leandro Nogueira

    Pelo que eu vejo tem diversos pontos de vista diferentes sobre o assunto e o principal é o porte da empresa. Eu trabalho na Intelig e na minha opinião o número menor de pessoas ajuda bastante no relacionamento geral. Não existem certas divisões, fica fácil abranger todos profissionais e ainda mais fácil saber quem é quem.
    Não tenho o que reclamar,o ambiente e o dia a dia do trabalho é bem descontraído, o restante (benefícios e salário são proporcinais)

    0

    0

Deixe uma resposta