«

»

jul 31 2008

Simulador da Cisco pode ajudar a inibir trapaças nos exames

TestKinger: sua casa pode estar começando a cair! 😉

É pessoal… conforme eu já imaginava, fosse por iniciativa da Cisco e/ou de outras empresas que oferecem certificações como a Microsoft e a Oracle, fosse por iniciativa das empresas de testes (VUE e Prometric), ou por um terceiro, alguém iria começar a tentar a sufocar os “espertinhos” que passam em exames decorando Testkings ou P4Sures.

Recentemente, a Cisco e a VUE anunciaram e o Marco replicou aqui no blog (Cisco and Pearson VUE Launch Global Test Delivery Exam Security Enhancements) medidas que visam ao menos inibir fraudes na realização dos exames de certificação.

A novidade neste sentido é um simulador que pode ser usado por empresas no processo de seleção para garantir que o profissional que ela está contratando realmente tem os conhecimentos que suas certificações dizem que ele tem 😉

Que é possível é. Que é interessante, é também. Mas fica a pergunta: isso “pega”? Se o software for confiável e de bom custo-benefício, as empresas realmente o adotarão? Alguém discorda dessa idéia?

Segue matéria e link abaixo. Destaque para a última frase.

Abraços,

Fábio A. de Amorim

Link da matéria

Cisco simulator can help thwart exam cheating

Gambit Communications says its MIMIC Virtual Lab software can help resolve the cheating on Cisco certification tests

By Jim Duffy , Network World , 07/30/2008

A Nashua, N.H., maker of Cisco network simulators says its software can help enterprises make sure they are hiring legitimate Cisco-certified engineers to run their networks.

Gambit Communications says its MIMIC Virtual Lab software, which has been on the market for about four years, can help resolve the recent spate of cheating on Cisco certification tests by enabling enterprises to run network operations candidates through sample scenarios before hiring them. This allows enterprises to screen candidates to ensure they are not hiring fraudulent network operators at handsome salaries.

Cisco recently moved to thwart cheating on certification tests by employing photo identification requirements and a data forensics program. According to Cisco, pilot programs using the new detection methods have already uncovered 1,400 suspected cheaters who hired proxies to take the exams for them.

But Gambit claims the photo and forensics programs only go so far: what about the many unqualified candidates already hired by enterprises prior to the new Cisco enforcement programs?

Sit ‘em down and run them through a simulated lab environment, Gambit says.

Gambit’s CCNA Virtual LAB software starts at $99 and can be downloaded to a laptop or PC. It creates a simulated environment with seven Cisco devices – Catalyst 2950, 3550 and 6500 switches and 2620, 3640 and 7206 series routers — and users can type in IOS and SNMP commands to configure devices and protocols.

Test conductors and “students” can replace and establish LAN, WAN, ISDN and serial links, change IP addresses and create virtual LANs with the program, but cannot change the devices themselves. Also, the program is not certified by Cisco but is resold by a Cisco – certified training partner, Tech 2000. Cisco also uses the CCNA Virtual Lab’s predecessor, the MIMIC Simulator Suite for IOS, Gambit says.

Gambit says it has 1,000 customers for CCNA Virtual Lab since it was introduced in 2002, including AT&T, IBM, the U.S. Army and several financial firms.



Comente usando o Facebook!
0
0

22 comentários

Pular para o formulário de comentário

  1. Rodrigo Farias

    Eu acredito que vai dar certo sim, talvez nem tanto no exame, mas na hora que o profissional for contratado e ele der de cara com esse simulador ai a coisa pega…
    Excelente post Fabio!

    Abração

    0

    0
  2. Marcos Pitanga

    Eu já faço diferente…

    Entrego um LAB no papel, de acordo com os requisitos do CCNA.

    2 routers e 4 switches

    O cara terá que implementar a solução em 1 hora. Com tudo funcionando.

    Meto um problema bem básico e dou mais 30 minutos de troubleshooting.

    É assim que separo joio do trigo. 😉

    0

    0
  3. ferrugem

    Acredito que a melhor saída seja essa mesmo Marcos! O certificado talvez possa ser pré-requisito para a vaga.. Mas na hora do vamos ver mesmo, mete uma provinha no cara, que se o cara tiver passado sem saber nada sobre o assunto, não vai conseguir executar a tarefa!

    Assim, realmente, dá pra separar os “testkingers” dos outros que realmente entendem do assunto e estão a procura de uma oportunidade!!!

    Certificação é importante, porém mais importante, ainda, é o CONHECIMENTO!!!

    Abraços e valeu o post Fábio!
    Ferrugem

    “Juntos somos ainda melhores!!!”

    0

    0
  4. Rodrigo Falcão

    Bem prático e funcional Marcos, e barato, rsrsr!!
    É a velha técnica do papel e caneta, e CONHECIMENTO.
    Assino embaixo Ferrugem.

    Abrçs!!

    0

    0
  5. thiagocella

    Acho ótimo essa idéia , seria uma forma mais justa de beneficiar quem realmente estuda de verdade.

    0

    0
  6. SKVini

    Boa ideia, essa de a Empresa poder avaliar o candidato..
    Agora só falta melhorar os salarios e investir naqueles que estão dentro.

    0

    0
  7. Roberto Mendonça

    Sem dúvida, isso é uma coisa que já deveriam ter feito.
    O Mercado realmente diferencia, mas às vezes as empresas não comprova e acredita que ter o certificado significa conhecimento, o que nem sempre é verdade.
    Talvés agora essa associação(Certificação e Conhecimento) possam andar juntas.

    Muito bom o post !!!!!

    Abs,

    Roberto Mendonça

    0

    0
  8. bugas

    Sem sombra de dúvida as medidas que visam inibir fraudes na realização dos exames de certificação são eficientes!! Porém não eficazes… O ideal seria melhorar a certificação em si, valorizá-la. Ou seja… Até para tirar CCNA a Cisco deveria cobrar mais a prática e não só a teoria! Como é feito nos exames de CCIE.

    0

    0
  9. Adinor

    É uma boa idéia sim, já vi muitas vezes algumas pessoas dizerem:
    – É só decorar o TK, o que vale é ter a carteirinha, as empresas apenas querem saber se voê tem, o resto você aprende quando entrar.
    Se esse simular for eficiente será um diferencial pra quem realmente estudou, digo, você vai fazer uma entrevista e é pedido para você configurar uma rede ali na hora…. (Show de bola)
    Vamos ver no que dá…
    Abs !!!!

    0

    0
  10. Wederson (CeBoLaRk)

    Saudações,

    A idéia é excelente e espero que a “moda” pegue…

    0

    0
  11. vstrabello

    É o que um instrutor que eu conheço fazia…
    Bolava um LAB, do zero… Aí pedia para eles configurarem e depois pedia os alunos para sair da sala e colocava os defeitos de camada em cadada…
    Também concordo com o Pitanga!

    0

    0
  12. Fábio

    Ótima iniciativa.

    Mas nada tão inovador assim que não possa também ser feito com o Dynamis/Dynagen, se o que se deseja é testar a proficiencia do candidato (detalhe: com custo 0).

    Aliás, empresas sérias já tomam esse tipo de atitude há bastante tempo.

    Se for adotado em massa (o que provavelmente vai acontecer, já que tem apoio da Cisco), o que vai ter de “CCNA-kinger” reclamando que não consegue passar em entrevista daqui há alguns tempos não vai ser brincadeira… aguardem os tópicos no fórum.

    0

    0
  13. ACJ2008

    Acho que na pratica ninguém engana ninguém na hora de trabalhar só vai para frente quem tem café no bule, então esta idéia da CISCO é furada porque estas empresas irão lançar este exame “simulador” também, este tipo de coisa sempre vaza na internet.

    Ate mais Armando Camara Jr.

    0

    0
  14. rpgabriel

    Simples e rasteiro. Testkingou, dançou! hehe

    Abraços!
    Rony

    0

    0
  15. Marcia Guimaraes

    Ótimo.

    Assim, como já disse anteriormente, vamos separar o “joio” do “trigo”.

    E vamos valer muuuuuuuiiiiiiito ma$$$$$$$$$ !

    Sds.
    Márcia Guimarães

    0

    0
  16. Anderson Rodrigues

    Marcos Pitanga disse TUDO!

    0

    0
  17. gudines

    Já fiz um teste parecido pela AT&T aqui no Brasil mesmo (em papel), passei com 85%. Isto é excelente!

    0

    0
  18. flavioamate

    Pra mim isso desmoraliza a certificação! e de um modo geral.

    Se a empresa precisa garimpar o profissional fazendo um teste adicional (no mesmo padrão da certificação) para verificar o conhecimento do profissional, a certificação não serve para nada. Ou seja, é assumido publicamente pelo mercado de trabalho que exitem falhas e falhas graves. A solução justa seria melhorar o exame ou criar mecanismos que inviabilizem esse tipo de coisa. Senão não precisa mais de exame, cada empresa faz o seu teste….e o funcionario que faz o teste diz se o novo empregado esta apto ou não.

    0

    0
  19. Hudson

    Inicio em breve o curso CCNA, farei o exame para certificação Cisco e faço isso para aumentar meus conhecimentos e para que portas se abram, mas confesso que certificação não é o critério mais importante para mensurar um profissional capacitado. Trabalho há mais de 15 anos na área e vi e ouvi cada coisa…Em suma, não concordo com simuladores, e sim com Marcos Pitanga: coloque o canditado para um teste prático e converse alguns minutos com ele e pronto!

    0

    0
  20. Francisco D.

    Concordo também com Marcos Pitanga.

    Faço preparatório do CCNA na Fundação Bradesco. No dia da prova final do PRIMEIRO módulo, vi uns dois ou três “estudando” com provas impressas… alias.. decorando as provas impressas…
    Não ligo para isso, pois eu estou estudando, ralando mas aprendendo, compreendendo… já os “decoradores”.. não posso dizer o mesmo! hehehe
    abraços

    0

    0
  21. aldo.a

    Vou começar essa empreitada de estudos,comprei o livro do Marco Aurélio Filippetti,dia 15 de Março começo o curso preparatório no senai Brasila,espero conseguir os meus objetivos,parabéns pelo site.

    0

    0
  22. anarco2002

    Excelente!!! Assim como os norte-americanos, sou plenamente a favor das “Certificações” e aprovo essa medida, vez que, quem realmente sabe, não deve temer uma comprovação deste nível! Com relação a estudar com “questionários”… não vejo nada que desabone a conduta deste estudante, pelo contrário, acho que (após ter estudado os conteúdos) ajuda até a compreender como os conteúdos estudados serão cobrados em provas… Infelizmente no Brasil não há uma empresa que “testifique” muitas coisas no campo de T.I, em consequência, nos deparamos diariamente com verdadeiras aberrações no campo da informática, justamente, porque não há um Conselho Regional… acho que já é hora de aparecer algo similar!!!!! Obrigado!

    0

    0

Deixe uma resposta