«

»

nov 20 2008

Networking that works

comu.jpgPara quem se lembra, este era o “moto” da minha empresa, a Netceptions, quando ainda na ativa. Fazendo uma re-análise hoje, acho engraçado que, na época, a frase tinha o sentido voltado às redes – de computadores – mesmo. Hoje, “Networking that Works” poderia ser melhor usado para definir a importância de uma rede de relacionamentos em nossas vidas. Já falei um pouco deste tipo de networking em posts passados, mas resolvi dedicar um para falar apenas disso, pois considero de extrema importância.

Existe uma série de fatores que devemos considerar quando procuramos uma colocação no mercado, por exemplo:

– Formação acadêmica
– Conhecimento e habilidade no assunto
– Experiência profissional
– Idiomas
– Certificações
– Qualidades e qualificações adicionais

Muitos parecem se esquecer, no entanto, que temos ainda o fator “Q.I.” – ou: “Quem Indica”. Não subestimem o peso deste fator! Algumas vezes, acontece de um profissional possuir todas as qualificações, e mesmo assim, não conseguir a sonhada vaga. Qual o motivo? Bom, existem 2 possíveis, na minha opinião: O entrevistador escolheu uma pessoa ainda mais qualificada OU uma pessoa com as mesmas qualificações foi escolhida e o “desempate” foi dado pela indicação. Ou seja, indicação CONTA!

E como criar e manter uma rede de relacionamentos viva? Bom, fazemos um pouco disso aqui mesmo… o blog, em si, tornou-se uma comunidade. Aqui, quem pode, ajuda o próximo – seja respondendo às perguntas, seja indicando o CV de um colega para uma vaga em aberto. E isso parece estar funcionando bem! Existem outras comunidades online, como vocês sabem. Algumas informais, como o famigerado Orkut. Outras profissionais, como o conhecido LinkedIn. Mas você não deve ficar só nisso. Participe de eventos (como os divulgados aqui no blog, por exemplo). Dê as caras. Apresente-se, converse com as pessoas, dê o seu cartão (se não tiver, FAÇA UM!), deixe que o maior número de pessoas saiba quem você é, quais suas especialidades, de onde você vem e para onde quer ir. Cultive estes relacionamentos. E quando precisar, certamente algumas destas pessoas estarão lá para você, e você terá o fator Q.I. à seu favor.

Mas não se enganem! Pessoas apenas são indicadas se realmente forem boas (bom, toda regra tem sua exceção rsrsrs). Portanto, convença sua rede de relacionamentos que você faz (ou pode fazer) a diferença! Estude, leia, dê sua opinião, faça-se presente. E você nunca estará sozinho 😀 !

Resumindo, você é quem você conhece!

Um abraço pessoal!!

Marco Filippetti



Comente usando o Facebook!
0
0

20 comentários

Pular para o formulário de comentário

  1. billyray

    Marco,concordo com você,porém ” a regra tem sua exceção” acontece mais frequentemente do que nós imaginamos.Já vi muitos casos de pessoas “apadrinhadas” que obtinham determinado cargo mesmo não tendo a experiência necessária para tal.De qualquer forma,é importante reunir ambos os fatores citados por você tal como experiência e Q.I.

    Abs,

    0

    0
  2. Marco Filippetti

    Verdade Billyray! Também já vi isso. Mas para mudarmos a sorte, aumentemos nosso networking 🙂

    0

    0
  3. jair.rocha

    Bom isso é verdade . mas creio que para eu indicar alguém o cara tem que ser no minimo um bom profissinal e uma ótima pessoa, fica até chato para quem indica um cara que não atende as expectativas , os proprios colegas de trabalho ALOPRAM, foi vc quem indicou esse cara!!!!!!
    Como Presto serviço em regime de Pj, a Uma consultoria de Networking, tenho bons relacionamentos e conheço bastante pessoas , ainda mais nesta aréa é dificil vc chegar um uma nova empresa e nçao conhecer alguém que trabalhe lá ,se isso acontecer . É porque vc não manteve atualizada sua rede de contatos , como exemplo tralhei em 2004 com um camarada , que indiquei ele para a empresa semana passada, mantenho contato com ele e tc no nsn, semana passada fiquei sabendo que ele estava teminando o contrato na atual empresa , moral da história , ele veio aqui fez entrevista , me perguntaram sobre ele dei meu aval e ele vai ser contratato,
    Obs.:Cuidado com quem vc indica , pois vc pode queimar o seu Filme tbm

    0

    0
  4. Fabricio Neves

    Excelente abordagem Marco, concordo plenamente, todos nós, por mais que sejamos competentes, necessitamos de uma boa rede de relacionamentos para ampliar as oportunidades =)
    Abraço a todos!

    0

    0
  5. Marcelo Melo

    Isso sempre foi importante, eu mesmo já fui indicado por conhecidos que trabalharam comigo diretamente e indiretamente. É sempre bom ter compromisso com o que faz e para quem tem em mente indicar alguém deve pensar direito para não se queimar.

    Um bom profissional não é aquele cara que fica trancado em uma sala sozinho e fazendo todas as necessidades da empresa e sim aquele profissional que cumpre com os objetivos da empresa e leva uma vida normal. Eu já fui varias vezes indicado e já indiquei muita gente também, levo sempre em consideração o trabalho do profissional e ele como pessoa. Acho que as duas coisas devem andar juntas, não misturando as coisas mas combinando as duas.

    0

    0
  6. eduvieires

    Marcelo concordo plenamente no ponto no qual você citou realmente aquele cara que se tranca no quarto , não se encaminha para a trilha do sucesso , o conhecimento social que falamos a network e de extrema importância , creio que hoje estou balanceando o tecnico com o social que seria o network e digo que hoje esse mesclado está dando certo ,conhece muitos profissionais que tem conceito no lugar onde trabalham e consequentemente tenho confiança deles .
    Marco otima matéria , se tiverem outros posts desse sera de bom agrado para nós blogueiros .

    Abraço a todos

    Se atentem na network , como diz o caro Max Geringher , network e tudo !!!!!!!!

    0

    0
  7. A. Carvalho

    Gostei do ponto de vista do Marcelo R., não devemos misturar o lado pessoal do profissional, e sim, fazer com que combinem um ao outro, pois um bom profissional, primeiramente precisa ser uma grande pessoa, para depois poder ser julgado como um bom profissional !!

    Marco, excelente artigo. 😉

    Abraços

    0

    0
  8. Emildo

    Concordo, infelizmente, aqui neste país, as coisas funcionam bem assim!
    Sou novo aqui no Blog, espero poder ter contato com todos, Forte Abraço!

    0

    0
  9. Marco Filippetti

    Emildo, isso não é só Brasil não… é global. É assim aqui e é assim no mundo todo 😉

    0

    0
  10. Michel Perez

    Sempre faça networking, geralmente funciona. HAHA

    0

    0
  11. Fernando Avelino

    Esse post nem precisaria de comentários, falou tudo Marco!
    abs,
    Fernando

    0

    0
  12. Rodrigo Falcão

    Essa é realmente, aliada ao conjunto citado pelo Marco no post, uma das formas mais certas, por assim dizer, de entrar no mercado, ou de conseguir uma boa oportunidade.
    Há empresas que mantém um quadro interno, com todas as vagas existentes, onde os funcionários podem indicar alguém para ocupar determinada vaga, sem contar que a maioria dessas vagas não são divulgadas externamente.
    Mantenha sua agenda atualizada…uma hora você irá precisar dela.

    Abs!!

    0

    0
  13. Érik

    Ótimo post Marco!!! Parabéns.

    Hj ser bem qualificado é essencial para um bom emprego….mas possuir um Q.I. pode decidir se vc conseguiu a vaga ou nao.

    Abraços.

    0

    0
  14. Marcos paulo

    Ola! Boa tarde!

    Sou Eng. de telecomunicações e a 2 meses comecei a acessar este blog li todos os post, fiz download de varios materiais do hd, li o livro do Marcos e do Todd , e nesta terça (18/11) fiz a prova do CCNA – tirei a certificação com 986 pontos. Em resumo quero dizer que este blog contribui muito para esta meta na minha vida – e ao ler este post do marcos resolvi sair do anonimato.

    —- Me farei mais presente —
    Que legal que há este blog e pessoas com intenção de divulgar o conhecimento

    Marcos paulo – Belém do Para

    0

    0
  15. A. Carvalho

    @Marcos paulo,

    tu começou a estudar o CCNA há dois meses e já tirou a certificação apenas nesse tempo? Ou vc já estudava/estudou pro CCNA antes de conhecer o blog há dois meses atrás como msm disse?

    Se foi isso msm, poderia nos passar sua forma de estudo, pois 2 meses para o CCNA completo é digamos “pouco” tempo, mas não impossível.

    Ah, parabéns pela certificação !!

    Abraços.

    0

    0
  16. fabiosan

    Marco,

    Eu trabalho em uma empresa que presta serviço de comunicação de dados para a maior operadora de Telecom do Brasil e constantemente me deparo com estas exceções; onde o pessoal de campo entra sem nenhum conhecimento pratico ou teórico apenas por indicação, depois não tem nenhum investimento em treinamento por parte das contratantes e contratadas. Já para os cargos de condenação e Gerencia a coisa piora ainda mais; gerentes sem formação superior, coordenadores sem nenhum conhecimento técnico, é uma situação lastimável.

    0

    0
  17. Italo Amaral

    O único problema da rede de relacionamentos conhecida por Networking é que a amizade em si vai se tornando uma troca de interesses…

    O que, às vezes, considera-se um pouco triste, é saber que candidatos via QI’s ganharam a vaga sem possuir sequer o perfil que era solicitado pela empresa.

    0

    0
  18. David Alvarenga

    Vlws Marco, por nos alertar sobre este ponto crucial na vida profissional….. QI manda em tudo mesmo….. nao so no ramo de TI/TELECOM… mas em tudo.. desde um emprego menor em uma lojinha de roupa, hehehe….

    Italo, concordo com vc kra, sobre a questao da amizade…… e dificil vc saber se o kra e seu amigo mesmo ou ta interessado em uma possivel indicacao ou ate um emprego direto em sua propria empresa……

    Mas, cmo tudo na mundo funfa junto e ao mesmo tempo, temos q saber distinguir esses ‘interesseiro’ e amigos de verdde para nao ter problemas……

    abs

    David Alvarenga

    0

    0
  19. guilhermeperalta

    Concordo plenamente. Um fator importante que se relaciona com a questão do network, é sempre importante fazer um marketing pessoal sobre suas qualificações profissionais e ser sempre lembrado.

    0

    0
  20. guilhermeperalta

    Atualmente trabalho com redes, e entrei na empresa utilizando me de um QI forte. Só que eu sempre fiz por merecer esse tipo de indicação.

    0

    0

Deixe uma resposta