«

»

jun 22 2010

Cisco anuncia o programa CCIE Emeritus, para CCIEs experientes

Notícia interessante sugerida pelo Ferrugem, da fonte abaixo:

http://www.networkworld.com/community/blog/cisco-announces-ccie-emeritus-program

Quem é do mundo de redes sabe que atingir o nível CCIE não é fácil. Além da prova escrita, é preciso ser aprovado no lab, e poucos são os que conseguem ser aprovados mesmo após a segunda ou mesmo terceira tentativa. Para manter o status de CCIE, o profissional deve recertificar-se a cada 2 anos, realizando novamente o exame escrito. Agora, imagine que você tenha obtido a certificação CCIE há mais de 10 anos, e hoje atua como gerente ou diretor, e não está mais diretamente ligado ao “hands-on”. Fica meio sem sentido a realização do exame CCIE escrito apenas para recertificar-se e não perder o status CCIE.

Pensando nisso, a Cisco lançou recentemente o programa CCIE Emeritus. É bem simples: Profissionais certificados CCIE com status ativo há 10 anos ou mais podem optar pela inscrição no programa, e deixam de ser obrigados a renovar a certificação a cada 2 anos – ainda assim mantendo o status CCIE. Na verdade, o que ocorre é que o CCIE passa a ficar em estado “dormente”, por assim dizer. Você é CCIE, mas não com status ativo. Se quiser reativá-lo, basta realizar o exame escrito e pronto. Para alguns profissionais, é uma mão na roda! Acaba com a “neura” de ficar recertificando-se a cada 2 anos. Mas… isso traz três incovenientes que devem ser pesados. São eles:

  • CCIE Emeritus não possuem acesso prioritário ao TAC (apenas CCIEs ativos o têm)
  • O status CCIE Emeritus não conta para o programa partner status (Gold, Silver, etc)
  • CCIE’s cadastrados no programa Emeritus devem colocar em suas assinaturas, cartões, etc… a palavra “Emeritus”. Por exemplo, o Cássio do blog, se fosse cadastrado no programa, teria de assinar como “CCIE #13900 Emeritus“.

O processo de cadastramento no programa envolve o pagamento de uma taxa no valor de US$85. Todos os Emeritus cadastrados devem reiterar seu interesse em prosseguir no programa a cada ano (sem pagar nada), submetendo neste processo todas as atividades desenvolvidas na área de redes durante o período. Estas atividades podem ser publicações, pesquisas, consultorias, projetos, gerenciamento de empresas de rede e telecom, etc. pelo que consta, até mesmo blogar é aceito 😀 ! Portanto, fica a dica!

Valeu Ferrugem!

Abs

Marco.



Comente usando o Facebook!
0
0

12 comentários

Pular para o formulário de comentário

  1. KimRondon

    Muito interessante isso. Acho que o cara que chega a ser CCIE de fato nao precisa mais ficar fazendo provas pois ja atingiu o topo do conhecimento na área ne. Mas ao mesmo tempo, atualizar-se e uma necessidade.
    abs

    0

    0
  2. grillmon

    Este programa da Cisco é bem interessante, pois como foi dito o cara não fica naquela neura de ficar renovando. Acho essa obrigação de renovar o certificado válida, mas na minha opinião poderia ter um tempo mais longo ou algum icentivo maior, como por exemplo descontos nos exames, ou então uma opção de conseguir uma certa pontuação, ganha algum bônus acho que algumas coisas deste tipo serião de grande ajuda.

    0

    0
  3. ferrugem

    Tendo em vista a vasta experiência que este profissional já teria, é um programa um tanto quanto justo com tais profissionais, afinal de contas um CCIE com 10 anos já renovou sua certificação pelo menos 4 vezes (recertificação a cada 2 anos) e está com o conhecimento “no sangue”.. 😀

    Não concordei muito com “demérito” que será oferecido aos profissionais que optarem por este título, visto que será necessário comprovar as atividades desenvolvidas na área de redes durante o período e, também, pelo fato deste profissonal em questão (que certamente não são muitos) possuir vasta experiência tanto na carreira CCIE quanta na área de tecnologia em si.

    Por fim, fica aqui meu anseio por um comentário de um CCIE que se enquadre neste perfil sobre este assunto!

    Abraços à todos,
    Felipe Ferrugem!

    “Juntos somos ainda melhores!!!”

    PS: Valeu pelo crédito Marco. É um prazer poder contribuir!

    0

    0
  4. adilson florentino

    Concordo em gênero, número e grau com o ferrugem, acho que este CCIE Sênior deveria manter ao menos o acesso prioritário ao TAC, já que ele é CCIE por tanto tempo, deveria ter este “Direito Adquirido”.

    Abs,

    0

    0
  5. boliveira

    apesar desses incovenientes citados com certeza isso vai valer a pena pra muita gente .. eu sempre pensei que devia ser chato pra esse tipo de profissional ter que ficar renovando sua certificação, chega um momento da carreira que ele não precisa comprovar mais nada, se possui ou não tal conhecimento, a experiência diz tudo.
    Valeu pela dica de reportagem Ferrugem e como você mesmo falou estou aqui esperando um comentário de um CCIE.
    \o/

    0

    0
  6. Sérgio F.S

    Eu só não gostei dos três inconvenientes, na empresa onde eu trabalho por exemplo, faria falta, e não seria vantajoso ter um CCIE Emeritus. Por conta disso, o profissional que seria beneficiado pelo programa, teria que continuar a atualizar a certificação.

    Mas isso é um caso a parte.

    0

    0
  7. Thiago Ruiz

    Um dia eu chego lá.
    Abraço e bom saber desta informação.
    Thiago Ruiz

    0

    0
  8. Deco

    éé, pra quem não trabalha mais ativamente no hands-on acho que é valido, caso contrário, não vale a pena.

    Abs!

    0

    0
  9. Pedro

    Não entendi bem a vantagem do programa. Pelo que li a única vantagem é que se vc quiser voltar a ser full CCIE basta fazer a prova escrita. Se vc não fosse emerito teria de fazer tambem a prova de lab. Achei muito trabalho (pagando taxa e enviando documentos todo ano) para não ter muitos benefícios.
    Afinal uma vez CCIE, sempre CCIE certo ? se fosse um programa que vc simplesmente ganhasse acesso após 10 anos e não tivesse de ficar comprovando trabalhos em rede todo ano seria mais válido. Como disse o ferrugem, espero opiniões de CCIEs sobre o assunto ou quem já é veterano em redes.

    0

    0
  10. Pedro

    Gostei deste comentário na página da notícia em inglês. é mais ou menos o que penso de início:

    ——————————————————————–
    ohh come on

    By Anon (not verified) on Thu, 06/24/2010 – 12:07pm.
    I have a CCIE #5000 , and Ive been suspended for many years. Im now a Director of communications strategy for a global fortune 500 company.
    The CCIE helped me get where I am, but its somewhat irrelevant to me now since Im not about to login to a router any time soon. I think the Emeritus program is a good idea, but to preclude those who are already inactive is a mistake. At this point, Cisco’s continued progression in making the CCIE into a money making scheme has put them into a hole that Novell would spell CNE or MCNE. At this point in my career the thought that Cisco would pitch a hissy fit because I called myself a CCIE is ridicuous esepcially since they spend a lot of time here trying to sell me stuff.
    Do I still consider myself a CCIE – yes.. I studied a lot and spent 2 days in San Jose to get it. Sorry, you don’t get to take that away from me, just as when Im interviewing, I dont ask about recert.. if you passed the CCIE you’ve set a minimum standard and demonstrated a minimum standard of brain power. The rest is just catch-up on the new technology.

    0

    0
  11. Suzi

    interessante …. mas o comentario do Anon foi na mira !!

    0

    0
  12. Andre Pastre

    Salve Anon…..

    Um dos melhores comentários em relação à isto!! 😀

    0

    0

Deixe uma resposta