«

»

jul 01 2012

O fim do CCIP

Não é novidade, mas como sei que ainda tem muita gente sem saber desta notícia, achei que valia preparar um pequeno post sobre o assunto.

A Cisco, de uns anos para cá, esta reformulando toda a sua estrutura de certificações para algo mais homogêneo e coerente (na leitura dela, pelo menos). Neste processo, algumas certificações ficaram pelo caminho. É o caso do CCVP (substituído pelo CCNP Voice), do CCSP (que deu lugar ao CCNP Security), e agora, do CCIP (que será emitida até a data limite de 29 de Outubro e será substituída pelo novo CCNP SP).

O problema é que, até agora, as certificações vinham basicamente mudando de nome, apenas. Ou seja, se você era um CCVP, automaticamente passou a ser um CCNP Voice. O mesmo vale para o CCSP. Mas não para o CCIP… . Isso mesmo. Esta certificação será mesmo extinta. Para os que já a possuem, será possível recertificar-se até a data limite (29/10/2012), ou seja, ela será considerada válida por 3 anos após a recertifcação, até a data máxima de 29-10-2015. Após esta data, bye-bye CCIP.

O ruim é que, para o profissional certificado CCIP tornar-se CCNP SP ele precisará fazer dois novos exames dentro da data de validade do seu CCIP. São estes os novos SPEDGE e SPCORE (vale checar o CCIP to CCNP SP migration tool da Cisco para verificar os casos de quem ainda não completou o CCIP).

Por isso, minha sugestão é que não invistam seu tempo no CCIP se ainda não finalizaram a certificação. E mesmo se finalizaram, sugiro fazer um dos exames novos para revalidá-la, assim, fica faltando apenas 1 exame para tornar-se CCNP SP.

O principal motivo da alteração radical nesta linha de certificação – e fica óbvio se olharmos o conteúdo dos novos exames – é a introdução do IOS-XR, hoje voltado aos roteadores utilizados nas operadoras. Olhando por este prisma, a mudança faz sentido.

Eu, como CCIP, fico chateado com a mudança, pois não gostaria de ver minha certificação ir por água abaixo depois de tanto trabalho. Mas como profissional, consigo entender a motivação que levou a Cisco á trilhar este caminho.

Link relacionado: https://learningnetwork.cisco.com/thread/42230

Abraço e boa semana à todos!

Marco.



Comente usando o Facebook!
0
0

10 comentários

Pular para o formulário de comentário

  1. Richard

    Eh, eu entendo e considero como uma atualização, faz parte no mundo da tecnologia.
    De qualquer forma, vejo um lado positivo, pois segmentando mais os exames as certificações se tornam mais direcionadas.

    Qual será a próxima a mudar?? CCDP?

    0

    0
  2. Marco Filippetti

    Oi Richard, não creio em mudanças no CCDP (nem no CCDA), pois é uma track distinta – a de design – muito bem definida com as 3 certificações: CCDA, CCDP e CCDE. Acho que com a saída do CCIP, a Cisco consolida sua pirâmide de certificações – finalmente!

    Abraço!

    Marco.

    0

    0
  3. Daniel Gurgel

    Uma pena… tenho o CCIP… mas concordo que a certificação tinha que mudar… principalmente no conteúdo de MPLS… a recertificação fica para depois… acredito que nesse primeiro momento seja melhor subir na piramide… esse conteúdo fica pra POS-2014!

    Marco, aproveitando… apesar de ser uma escolha pessoal, qual a sua opinião sobre ir para ao CCIE ou investir na carreira de forma horizontal, ex.. CCNP, CCDP… estou estudando para a prova e isso sempre foi uma dúvida, principalmente por falta de informações a respeito do CCIE (salários, cargos, atuação do dia a dia, PARCERIA/ALUGUEL DO CANUDO PARA PARTNERS…), aqui pelo menos no Nordeste/Fortaleza, não tenho notícia de nenhum certificado, então creio que exista um grande campo em empresas de consultoria… poderia dar uma esclarecida?

    Boa sorte e rumo ao CCIE 😉

    0

    0
  4. Marco Filippetti

    Daniel, sobre sua pergunta, acho que partir direto para o CCIE é um passo caro e arriscado. Melhor garantir algumas certificações sólidas no processo, pelo menos eu penso assim. A maioria dos CCIEs que conheço tem várias certificações “P” também.

    Abraço!

    Marco.

    0

    0
  5. Sérgio F.S

    Neste contexto, realmente vale mais a pena garantir a certificação por mais 3 anos, e ter tempo de sobra para transformá-la em CCNP SP.

    0

    0
  6. Marco Filippetti

    Sem dúvida Sérgio! Mas na hora de revalidá-la, é importante fazer um exame que lhe dê alguma vantagem, e não refazer algum exclusivo da certificação CCIP.

    Abraço!

    Marco.

    0

    0
  7. Daniel Gurgel

    Engraçado, se for pegar pelo assunto/nome das provas… a carreira está mais parecida com o Service Provider Operations, provas:
    642-770 OFCN Operational Foundations for Cisco Service Provider Core Networks (OFCN)
    642-775 MSPRP Maintaining Cisco Service Provider Routing Protocols (MSPRP)
    642-780 MSPVM Maintaining Cisco Service Provider VPNs and MPLS Networks (MSPVM)
    642-785 MSPQS Maintaining Cisco Service Provider Quality of Service (MSPQS))

    Com a adição da prova 642-770 OFCN que é de introdução ao IOS-XR.

    0

    0
  8. George

    Marco, mesmo com o fim do CCIP, acho que existe uma demanda por cursos como MPLS, QOS e BGP. Fica a sugestão para a Cloud Campus oferecer esses treinamentos também.

    0

    0
  9. nandomiron

    Eu pessoalmente, como tinha o BSCI e tinha passado o exame de QoS há uns 3 meses, preferi passar o BGP+MPLS rápido (antes do dia 29 de outubro). Passei o exame na semana passada e obtive o CCIP. Agora para obter o CCNP SP só tenho que fazer dois exames em vez de 5! (CCNA SP e os 4 exames do CCNP SP)…
    Portanto acho que quem está prestes a obter o CCIP e pretende, no futuro, obter o CCNP SP deveria sim continuar e acabar o CCIP o mais rápido possível

    0

    0
  10. Marco Filippetti

    Nando, taí um ponto de vista interessante! Acho que você tem razão, sim.

    Abraço!

    Marco.

    0

    0

Deixe uma resposta