«

»

set 03 2012

Aprenda a abreviar comandos no Cisco IOS

Olá pessoal! Meu nome é Cristiano Mollo, Tenho as certificações Cisco CCNP, CCDA, CCNA e CCSI (Certified Cisco Systems Instructor). Com muita satisfação estreio hoje aqui no blog como colaborador. Espero poder contribuir com conhecimentos e ajudá-los no que for preciso. Agradeço ao Marco pela oportunidade e confiança.

Hoje vou mostrar a vocês um recurso muito pouco utilizado, porém muito útil. Se você fica digitando muitos comandos e o tempo todo, você pode economizar tempo e recurso (seu dedo), usando “alias” para abreviar e substituir um determinado comando. Isso mesmo, aqueles comandos grandes podem ser facilmente substituídos por uma abreviação de sua preferência. Basta usar o recurso de “alias” do seu CLI (CISCO IOS).

Fiz uma configuração, como exemplo. Nela, eu substituo um determinado comando por uma abreviação do mesmo. Confira atentamente:

R1#conf t
Enter configuration commands, one per line. End with CNTL/Z.
R1(config)#alias exec src show running-config
R1(config)#alias exec ssc show startup-config
R1(config)#alias exec sir show ip route
R1(config)#alias exec siib show ip int brief

Agora, posso abreviar e utilizar estes quatro comandos, veja abaixo a prova:

R1#siib
Interface IP-Address OK? Method Status
Protocol
FastEthernet0/0 unassigned YES unset administratively down down
FastEthernet0/1 unassigned YES unset administratively down down

===============================================
R1#sir
Codes: C - connected, S - static, R - RIP, M - mobile, B - BGP
D - EIGRP, EX - EIGRP external, O - OSPF, IA - OSPF inter area
N1 - OSPF NSSA external type 1, N2 - OSPF NSSA external type 2
E1 - OSPF external type 1, E2 - OSPF external type 2
i - IS-IS, su - IS-IS summary, L1 - IS-IS level-1, L2 - IS-IS level-2
ia - IS-IS inter area, * - candidate default, U - per-user static route
o - ODR, P - periodic downloaded static route

Gateway of last resort is not set

==========================================

R1#ssc
startup-config is not present

====================================

R1#src
Building configuration...

Current configuration : 1079 bytes
!
version 12.4
service timestamps debug datetime msec
service timestamps log datetime msec
no service password-encryption
!

......(saída omitida).....

Gostaram? Ainda tem mais:

No Windows também dá pra fazer!

Segue o exemplo: Faça no Prompt de Comando do Windows.

C:\>doskey ic=ipconfig

C:\>ipconfig

Configuração de IP do Windows

Adaptador de Rede sem Fio Conexão de Rede sem Fio:

Sufixo DNS específico de conexão. . . . . . : teste
Endereço IPv6 de link local . . . . . . . . : fe80::d862:fa72:ff7d:2e6c%12
Endereço IPv4. . . . . . . . . . . . . . . : 192.179.134.118
Máscara de Sub-rede . . . . . . . . . . . . : 255.255.255.0
Gateway Padrão. . . . . . . . . . . . . . . : 192.179.134.1

Agora do modo abreviado:

C:\>ic

Configuração de IP do Windows

Adaptador de Rede sem Fio Conexão de Rede sem Fio:

Sufixo DNS específico de conexão. . . . . . : teste
Endereço IPv6 de link local . . . . . . . . : fe80::d862:fa72:ff7d:2e6c%12
Endereço IPv4. . . . . . . . . . . . . . . : 192.179.134.118
Máscara de Sub-rede . . . . . . . . . . . . : 255.255.255.0
Gateway Padrão. . . . . . . . . . . . . . . : 192.179.134.1

Mais um exemplo de configuração no Windows:

C:\>doskey rp=route print

C:\>rp
===========================================================================
Lista de interfaces
12...00 24 d6 55 90 6a ......Intel(R) WiFi Link 5100 AGN
1...........................Software Loopback Interface 1
13...00 00 00 00 00 00 00 e0 Teredo Tunneling Pseudo-Interface
27...00 00 00 00 00 00 00 e0 Adaptador do Microsoft ISATAP #2
Tabela de rotas IPv4:
......(saída omitida).....

E aí, gostaram da dica?

Um grande abraço a todos e até a próxima!

Cristiano Mollo – cristianomollo@gmail.com



Comente usando o Facebook!
0
0

12 comentários

Pular para o formulário de comentário

  1. ferrugem

    Ei Cristiano! Seja Bem Vindo! 😉

    O comando “alias” realmente pode ser bastante útil! O Jeremy fala muito sobre ele nos Nuggets também..

    Tenho certeza que tens muito a colaborar com o Blog e todos nós só temos a ganhar com isso!

    Abs e, mais uma vez, Seja bem vindo!
    Felipe Ferrugem

    “Juntos somos ainda melhores!!!”

    0

    0
  2. Juiz

    Isso realmente ajuda pacas… quebra um galhão…. MAS não vale pra todo mundo!!! creio que quem está ainda estudando pro CCNA não deve usar tais abreviações, visto que na prova não dá nem pra usar um WR por exemplo que é um comando que já está implícito no IOS… Na prova é necessário usar o comando completo!!!

    Mas mesmo assim, é de grande valia para agilizar nossos processos de conf…

    Valeu!!!

    0

    0
  3. adilson florentino

    Valeu Cristiano. Seja Bem-Vindo !!!

    Vale ressaltar que o alias tem prioridade sobre um comando já existente. Assim se vc criar:

    R1(config)#alias exec ena disable

    Vc nunca mais entrará no modo privilegiado usando ena (terá que usar enable ou outra abreviação diferente do alias criado)

    Experimentem !!!

    0

    0
  4. lyon

    No windows eu não sabia disso, show de bola!

    0

    0
  5. Sérgio F.S

    Valeu pela dica. Muito boa. Mas acredito que, para quem já está atuando na área, e já se acostumou com as abreviações padrão, dificilmente se habituaria a personalizar a sua própria abreviação. Para quem está começando, acredito que seja mais fácil para pegar o hábito.

    Abraços.

    0

    0
  6. Marco Filippetti

    Esta dica é muito útil para o Lab CCIE. Ajuda a ganhar preciosos minutos. Bom artigo Mollo!

    0

    0
  7. Suzi

    Nossa, eu nao lembrava do doskey no windows

    0

    0
  8. Sérgio F.S

    Bom, eu não sei quantos equipamentos precisam ser acessados e configurados no lab do CCIE, mas no meu ponto de vista, perde-se mais tempo acessando todos os equipamentos para customizar as abreviações de cada um, de acordo com a sua preferência, do que simplesmente digitar as abreviações que o IOS aceita por padrão. Até porque, se estamos no lab do CCIE, é porque não devemos ter problemas com os comandos do IOS, hehehe.

    E depois, customizar os comandos é válidos para devices que você vai acessar várias e várias vezes por um longo período de tempo, devices de um cliente por exemplo, ou da sua própria empresa, ou da empresa que você trabalha, etc.

    Bem, este é o meu ponto de vista.

    Abraços.

    0

    0
  9. Fabiocisco

    Muito bom obrigado

    0

    0
  10. Daniel Rodrigues

    Muito bom post!

    Uma dica, para comandos no DOS que necessitam de argumento:

    doskey pi=ping $1

    Dai podera usar o ping abreviado igual no IOS: pi ccna.com.br

    0

    0
  11. gustavofranco

    haha nossa gostei do DOSKEY tem coisas que fazemos todos dias… agora eu fiz uns 10 dos key hehehehe
    Sobre cisco eu uso o alias a muitos anos… por exemplo /1 /2 /3
    Tem comandos gigantes as vezes para certas coisas, porém digitar o comando faz que vc nunca o esqueça eu mesmo já decorei o alias mas as vezes esqueço o comando dele completo e sei para que serve… para uma prova pode ser ruim usar muitos alias antes tente digitar o comando sempre completo, agora para o dia dia… no problems by happy ;p

    0

    0
  12. amadeu

    Ótimo post,

    Porém comigo não funcionou guardei uns 3 doskey no prompt do Windows doskey nv=net view, doskey ic=ipconfig, doskey gpuf=gpupdate /force ele executa no momento mas se eu fechar o prompt de comandos e voltar abrir para executar os comandos simples diz que não é um comando reconhecido.

    🙁

    0

    0

Deixe uma resposta