«

»

jan 24 2013

Cisco lança novo “pilar” de certificações: Vídeo

video.jpgHoje chegou a notícia que a Cisco acaba de lançar as certificações CCNA Video e CCNA Video Network Specialist. São duas novas certificações, que ao que parece, ficarão debaixo de um novo pilar, o de vídeo. Isso sugere que, em breve, teremos as certificações CCNP Video e, por fim, CCIE Video.

A certificação CCNA Video pode ser obtida mediante aprovação em dois exames: ICOMM e VIVND. A certificação CCNA Video Network Specialist, por sua vez, é composta de um exame apenas: VIVND – a mesma do CCNA Video apresentada anteriormente. Desta forma, apesar de não haver pré-requisitos para nenhuma delas, parece lógico que se obtenha a CCNA Video Network Specialist antes, bastando fazer o exame VIVND antes.

Parece que há uma tendência em unificar os pilares VIDEO e VOICE, o que pode até vir a acontecer no futuro. Mas pode ser que nunca ocorra, já que o pilar VOICE é relativamente novo e houve muito investimento nele, tanto por parte da Cisco, quanto dos profissionais já certificados.

Quem se interessar em saber mais, vale uma lida no PDF preparado pela Cisco para explicar os novos exames. Baixe-o aqui.

E aí, o que vocês acharam desta notícia?

Marco. 

0
0

6 comentários

Pular para o formulário de comentário

  1. Samuel Henrique Bucke Brito

    Replicando postagem que fiz no FB:

    Eu particularmente acredito na unificação VV (Voice + Video), afinal voz e vídeo são conteúdos multimídia que têm o mesmo fundamento, apesar de diferenças notáveis como consumo de banda. Penso que Multimídia fosse o nome mais adequado de uma track envolvendo voz e vídeo, mas essa mudança de nome não deve acontecer. Ainda não verifiquei o currículo do exame de vídeo, mas talvez o detalhe mais importante que possa justificar uma track específica para vídeo é que existem diferentes formas de aplicação dessa natureza. Por exemplo aplicações de tele-conferência e vigilância tem requisitos de desempenho bem diferentes! E essas são particularidades que não interessariam operacionalmente para um profissional focado em voz…

    Abraço.

    0

    0
  2. Samuel Henrique Bucke Brito

    Mais uma vez replicando postagem que fiz no FB:

    Acabo de dar uma olhada no currículo do novo exame de vídeo e meu pensamento anterior parece estar correto. A Cisco está apostando na carreira de vídeo como complemento da carreira de voz e as duas principais aplicações de vídeo que serão abordadas no exame serão exatamente teleconferência e vigilância.

    Abraço.

    0

    0
  3. patrickvoip

    Ano passado a Cisco fez uma pesquisa sobre a possibilidade de criar uma carreira específica para Vídeo. Inclusive, no final de algumas provas de certificações na área de voz recordo ter sido questionado sobre o tema.
    Na minha opinião isto desvaloriza um pouco o profissional de voz que até então tratava dos recursos de vídeo, uma vez que até então tornou-se natural associar à ele esta responsabilidade. Contudo, os CCNP-Voices podem confirmar, a grade de conteúdos exigidos para os profissionais de voz não tratam em absolutamente nada das ‘features’ de vídeo (as quais justificam uma carreira independente de voz tendo em vista a quantidade de informações e conhecimentos técnicos associados a elas), fazendo com que a busca pelas certificações ‘especialist’ fosse um passo quase que natural.

    0

    0
  4. Rafael

    Será que o CCNA 640-802 vai ser desprestigiado com esse tanto de novas certificações que estão chegando?

    0

    0
  5. Marco Filippetti

    Rafael, não vejo porque. Até porque, o CCNA Network é pré-req para 3 delas (Voice, Wireless e Security) 🙂

    0

    0
  6. patrickvoip

    Na verdade Marco, o pré-requisito para estas certificações agora é o CCENT (640-822). Mas enfim, num mundo onde nem nossas mães e esposas sabem exatamente o que fazemos e que para a maior parte das pessoas “informática”, “programação” e “redes” é tudo um grande *.* ( rsrsrsrsrsrs ), penso que a Cisco acabará obrigando o mercado a entender que existem especialidades e que elas devem ser valorizadas.

    Nós não reclamamos tanto que as empresas procuram “titãns” da TI por salários imorais? Pois bem, a Cisco está segmentando os “poderes” desses semi-deuses idealizados pelas empresas, de modo que em breve, talvez, elas consigam entender que o todo poderoso *.* precisa ser bem remunerado, ou que precisam contratar mais ‘mortais’ para darem conta de tantas áreas do conhecimento dentre o leque de ‘skills’ que procuram.

    0

    0

Deixe uma resposta