«

»

mar 01 2016

Internet of Things (IoT), Analytics e Cloud Computing – um mercado de 19 trilhões de dólares!

iot

According to Cisco, the IoT has the potential to add $19 trillion to the global GDP by 2020.

Traduzindo, o tamanho do Mercado de IoT é trilionário, com base nisso podemos ver o nível de investimento e o número de oportunidades de negócios e empregos que serão geradas com esta revolução tecnológica.

Há algum tempo no mundo dos negócios ouvimos falar sobre Internet das Coisas (Internet of Things) e como ela revolucionará a forma como vivemos e fazemos negócios.

Mas o que é IoT?

Internet das Coisas (Internet of Things ou “IoT”) refere-se à um conceito tecnológico onde várias “coisas” estarão conectadas a Internet! Isso mesmo, tudo! Pode ser uma geladeira, uma cafeteira, seu automóvel, enfim, tudo!

A partir do momento que temos todas as “coisas” (dispositivos) conectadas a rede de Internet, teremos um grande volume de dados circulando nesta rede.

O dado por si só não tem valor, por exemplo, o que significa o número 10, quando não está em um contexto claro e objetivo? Não significa nada. Mas se dissermos que hoje o seu cliente comprou 10 mil litros de refrigerante, aí já teremos não somente o dado nú e crú, mas sim uma informação! E a informação, por sua vez, é extremamente importante e significativa dentro do contexto de cada corporação!

A partir do momento que diversas “coisas” estão conectadas a Internet, isso deixará um rastro de dados, os quais contextualizados aos negócios das empresas se transformarão em informação estratégica e diferencial competitivo. Este grande volume de dados que o conceito tecnológico de IoT gerará, chama-se Big Data, o qual remete a ideia de grande volume de dados.

Com a finalidade de tratar este grande volume de dados, surge o conceito de Analytics, o qual refere-se a soluções de software corporativo que consolidam e tratam um grande volume de dados de forma centralizada.

Através deste conceito é possível criar várias regras de negócios, trabalhar os dados e daí criar as informações estratégicas para as empresas.

Exemplificando, imaginemos uma frota de 200 automóveis pertencente a uma locadora de veículos e distribuída por todo o Brasil. Conectando estes automóveis na Internet, é possível enviar as informações desta frota para um software de Analytics, consolidando informações, como, consumo de combustível, velocidade média de cada automóvel, posicionamento através da triangulação do GPS e etc.

O software de Analytics consolidará estas informações a partir de regras de negócios e proporcionará uma infinidade de possibilidade de redução custos e obter maior competitividade! Esta é uma solução que as locadoras de veículos já estão buscando no mercado.

A tendência é que os softwares que tratarão estes dados estejam armazenados nas Clouds:

Cloud é um conceito de arquitetura de tecnologia onde todos os softwares e infraestruturas não necessitam estar fisicamente no data center da empresa, mas sim armazenados em algum data center com a operação terceirizada.

Estes serviços na Cloud possibilitam redução de custos, pois tudo está armazenado de uma forma centralizada e tem grande potencial de expansão para atender esta demanda de Big Data que será gerada pelo IoT.

Haverá oportunidade de negócios em todas as verticais de mercado, tais como, locadora de veículos, hospitais, casas, restaurantes, varejo, bancos e indústria.

Como IoT ainda é um conceito tecnológico, não existe uma arquitetura já definida, padronizada e amplamente utilizada pelo mercado. Porém, existem empresas que estão liderando iniciativas de IoT no mercado e, por consequência, terão grande influência na parte técnica. Exemplos de empresas: Cisco, Davra e Azeti.

Apesar de não existir uma arquitetura homologada para IoT, alguns protocolos de comunicação já estão sendo adotados como padrão, por exemplo, o MQTT (MQ Telemetry Transport) que permite a comunicação entre diversos dispositivos de forma segura.

Enfim, muitas oportunidades surgirão neste mercado trilionário, portanto, postaremos mais alguns artigos aqui no blog que aprofundarão em tendências técnicas e de arquitetura que o mercado está adotando!

Fiquem ligados!

Wesllen Sergio Duarte – É instrutor da CloudCampus e possui as seguintes certificações: CCVP: Cisco Certified Voice Professional; CCNA Voice: Cisco Certified Network Associate Voice; CCNA: Cisco Certified Network Associate; CCDA: Cisco Certified Design Associate; CUDS: Cisco Unity Design Specialist; Cisco ARCH: Designing Cisco Network Service Architectures – Exam; ITIL v3: Information Technology Infrastructure Library. Atualmente, ministra o curso CCNA Collaboration no formato online Tempo Real.



Comente usando o Facebook!
4
0

1 comentário

  1. Marco Filippetti

    Excelente tópico Wesllen! Muito bom. Abs!

    1

    0

Deixe uma resposta