O IPv6 nem esquentou… e já apareceram com uma “alternativa”

Como vocês sabem, um dos principais motivadores para a criação do IPv6 foi a escassez de endereçamento IPv4. Enquanto este último possui apenas 32 bits, o IPv6 possui 128 bits. Parece perfeito, não fosse o detalhe que a maior parte das empresas que estão na Internet parecem resistir bravamente para a sua adoção. A Microsoft, recentemente, desembolsou milhões de dolares para comprar o bloco de endereçamento IPv4 que antes pertencia à falida Nortel. Ou seja, o que der para fazer para adiar a implementação, as grandes empresas estão fazendo.

Os problemas são muitos, mas um dos que mais chama a atenção é a grafia do novo formato – nada amigável. Imagine um analista de suporte técnico ao telefone com um usuário e este lhe passando o IP de sua máquina:

– Fulano, meu IP é este: 3ffe:1900:4545:3:200:f8ff:fe21:67df, anotou?
– Anotei sim. Conferindo: 3ffe:1900:4545:3:200:f8ff:fe21:67bf, certo?

No exemplo acima, um simples erro impossibilita que a investigação do problema prossiga.

Irritados com a completa mudança imposta pelo IPv6, alguns pesquisadores “da oposição” criaram a versão 1.1 do IPv4. Chama-se IPv4.1. O que é interessante da proposta é que ela mantém o endereçamento IPv4 como conhecemos, mas adiciona 8 bits no espaço de endereçamento, totalizando, portanto, 40 bits para endereçamento ao invés de apenas 32. Isso já possibilita 1.099.511.627.776 endereços, enquanto 32 bits entregam “apenas” 4 bilhões. Ou seja, em tese, o IPv4.1 daria um bom fôlego em termos de endereçamento.

O formato ficaria algo assim:

100.230.10.34.59 255.255.255.255.0 (ou /32 no exemplo).

O legal é que o formato proposto é 100% compatível com o formato IPv4 atual. Basta “zerar” o primeiro byte para representar um IPv4 padrão, por exemplo:

0.192.168.10.1 /24

Obviamente o conceito de classes deixa de fazer sentido neste contexto (mas isso já não faz atualmente, de qualquer forma).

Finalizando… o IPv4.1 pode não ser tão interessante quanto o IPv6, mas certamente seria muito mais rápida e menos traumática a sua implementação. Pode não resolver todos os problemas da versão atual, mas poderia ser usado como uma forma de transição intermediária para o IPv6, dando mais fôlego aos grandes provedores.

Se quiserem saber mais, acessem:

IETF RFC 142011

Fonte: http://packetlife.net/blog/2011/apr/1/alternative-ipv6-works/

Abraço!

Marco.

Marco.



Comente usando o Facebook!

26 comentários

Pular para o formulário de comentário

  1. HHAHAHAHA porra muito bem elaborado!!

    Só faltou citar o desenvolvedor do IPV4.1, o Sr. Bozo 😀

    Abs!

  2. kkkkkkkkkkk

    Melhor que a Junisco do ano passado :p

  3. Hahaha…

    e o cara coloca até fonte….

  4. bom post

  5. kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    Ja to em fase de registro da versao ipv4.52… ipv4.1 + 51 com gelo

  6. O Junisco foi tenso hahahahahah, olha só como passa rápido o tempo… parece que foi ontem
    Esse post…

  7. uhausauhsahu, nicee! mas ate que ipv4.52 seria interessante implementarmos, nao? rs

  8. Bem lembrado Deco. 🙂

  9. Eu cai! e voce ?

  10. Hoje eu Já li a pegadinha do Gmail ( http://gmailblog.blogspot.com/2011/04/introducing-gmail-motion.html ) e do Google Docs Motion e detectei nonsense de prima, mas confesso que li esse post até o fim e tava botando fé no negócio. 😀 Ah, confira também o link IETF RFC 142011 (muito bem explicado).

  11. nao post do dia da mentira nao ne kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk !
    abraço

  12. kkkkkk .. Pô Marco … eu quase acreditei … já tava quase repassando a novidade aqui no trabalho kkkk…. sorte que tinha o link para o dia da mentira.

  13. rsrs, show de criatividade 😉

  14. É mentira, mas bem que podia ser verdade hein!! 😀

  15. Pegadinha do malandro… hahaha

  16. Boa hehe!

    Comecei a ler sem desconfiar, ai na metade comecei a ver que não fazia sentido hehe

    Abraços!

  17. Muito Bom Marco !

    Acho que é o post de 1o. de abril mais bem feito já postado por aqui !!!

    Abs,

  18. kkkkkkkkkk boa mesmo!!

  19. ahuahaua muito boa!!

  20. Muito Bom…. Muito bom mesmo !!!!

  21. Puts Quase pensei que era verdade… kkkkkkkkkk

  22. Li com atraso, mas percebi logo quando citou o IPv4.1

    Hehehe, muito boa Marco.

  23. Engana bem…! Imagina o tempo que o cara perdeu falando mentira.

  24. estou tao desanimado em ter q trabalhar com IPv6 mais para frente que pensei: “caramba… alguem deu um jeito de mandar o IPv6 para o inferno…” agora desanimei denovo …

  25. O problema em passar o IPV6 é solucionado se todos aprenderem o alfabeto fonético: A(alfa), B(beta), C(Charlie), D(delta), E(eco), F(fox), G(golf)…

  26. Caraca,
    Li essa parada somente hoje e ja estava quase acreditando(e repassando)!!!! Como inverdades podem parecer tão convicentes jogando algumas bases explicatives, né??? Como diz o pessoal do jurídico, “a arte da elouquência!!”

    Muito bom!!!!!

Deixe uma resposta