Enjoy!



Marco

Popularity: 1% [?]

Share

Comments 2 Comentários »

Imprima este post Imprima este post

Leia também:

Atualmente, com os serviços banda larga alcançando boas velocidades, e serviços FTTH (como o TIM Live e outros) proliferando - com preços razoáveis - não é incomum surgir o desejo de hospedar um serviço web em casa (ou no escritório). A questão é: Como faço isso usando um domínio que eu registrei, se o endereço IP WAN (o IP válido que conecta seu roteador à rede do provedor) que o provedor entrega na minha casa é dinâmico?

A solução é relativamente simples, e funciona muito bem: Combinação de serviço de DNS dinâmico com um registro CNAME em seu servidor DNS. Eu vou mostrar passo-a-passo como fazer isso, neste post.

Passo 01: Registre-se em um serviço de DNS dinâmico 

Existem vários serviços de Dynamic DNS free. Exemplos: no-ip.com e changeip.com e outros. Uma busca rápida no Google apresenta uma lista enorme de serviços disponíveis. A dica é escolher um bem estabelecido, que tenha clients disponíveis nos routers domésticos. O no-ip é um que eu recomendo. No caso específico do no-ip, ele abre uma lista de FQDNs dele que você pode escolher. Assim, você escolhe um nome para seu serviço e o no-ip adiciona o FQDN escolhido por você. Ex: meublogwordpress.no-ip.org

Mas… você não quer usar um FQDN do no-ip, certo? Você quer usar aquele FQDN bonito, que você registrou, por exemplo: www.meublogwordpress.com.br. E é aí que este post pode ser útil… vamos chegar lá. Passo-a-passo… ;-)

Passo 02: Configure e teste o serviço Web 

Configure o serviço que deseja apresentar ao mundo em seu computador e configure sua rede doméstica (ou de seu escritório) para encaminhar o tráfego INBOUND (de fora para dentro) para este computador. Suponha que o serviço em questão seja um blog WordPress. Primeiro você deverá configurar seu PC para rodar este serviço (instalar o pacote e suas dependências, como Apache (ou qualquer outro webserver), PHP, banco de dados, etc.

Uma vez que o serviço esteja “up & running” e você consiga acessá-lo internamente (ex: digitando o endereço IP de seu PC em um browser: http://192.168.0.10, ou algo assim) você deve configurar seu router / modem para encaminhar acessos vindos de fora para esta máquina específica. Cada router/modem banda larga possui uma forma própria de se fazer esta configuração. Normalmente, ela é feita acessando-se uma página de configuração. Para fazer isso, você precisa descobrir qual o endereço IP interno do seu router. A dica é usar o comando “ipconfig” do prompt de comando do Windows (ou o comando “route”, no Linux). Estes comandos apresentam o endereço IP do default gateway (que nada mais é do que o seu router). Use este endereço IP para acessá-lo via navegador web (você provavelmente precisará de uma senha de acesso. Se não tiver, procure no Google pela senha de seu modelo / operadora. Na maioria das vezes, a senha é a de fábrica, ou é padronizada pela operadora).

Bom, uma vez na tela de configuração de seu router, você precisará configurar pelo menos 3 coisas:

  • Se você usa DHCP em sua rede para distribuir os endereços IP para suas máquinas internas, você terá que fixar o endereço IP de seu PC/servidor. Cada router permite esta configuração de uma forma, e você terá de pesquisar, no seu caso, como fazer isso. Normalmente, você deve acessar a aba “DHCP” de seu router e haverá uma opção para reservar endereços IP para máquinas específicas. Faça isso para seu PC/Servidor, de modo que sempre que ele solicitar um endereço IP ao router, ele receba sempre o mesmo. 
  • Você precisará adicionar o seu serviço Dynamic DNS em seu router. Abaixo uma tela exemplo. Esta configuração, na verdade, é a ativação do client que irá informar o seu serviço Dynamic DNS sempre que o seu IP WAN mudar.

dynamicdns.png

  • Por fim, você deve configurar o encaminhamento de tráfego em seu router, ou seja, deve informar ao seu router que uma tentativa de conexão ao endereço IP público (WAN) dele, em uma determinada porta lógica, deve ser direcionado para seu PC. Abaixo, um exemplo de como fazer isso em um router D-Link:

dlink.png

Uma vez que você tenha conseguido chegar até aqui, você já deve conseguir acessar seu site de qualquer lugar, usando o endereço configurado no processo de registro no serviço Dynamic DNS escolhido. No caso do no-ip, por exemplo (http://meublogwordpress.no-ip.org). 

Passo 03: Configure a zona DNS 

Para este passo funcionar, é preciso que você tenha um serviço DNS ativo em algum lugar. Os próprios sites de registro (aqui no Brasil, o registro.br) oferecem uma opção para que você use o DNS deles. Para este exemplo, eu vou apresentar o DNS do registro.br. Basta acessá-lo e adicionar, na zona DNS associada ao seu domínio, um registro CNAME apontando para o FQDN que você criou no passo 01 (o FQDN do serviço DNS dinâmico). 

Essencialmente, o que você está fazendo aqui é informar o DNS do Registro.br que seu domínio deve ser resolvido para o endereço IP que está atrás de outro domínio… parece confuso, mas não é tanto.

 

Por fim, devemos esperar que as informações DNS sejam globalmente propagadas e sincronizadas e, após este tempo (pode levar de 1/2 hora a um dia) você poderá acessar seu site caseiro usando um domínio “de verdade”. Agora, mesmo que seu provedor de acesso mude o endereço IP de sua WAN, seu site sempre responderá de forma correta.

PS: Repare que, se você pingar o domínio, ele será resolvido para o outro FQDN (o do serviço de DNS dinâmico) antes. Entretanto, se você acessá-lo via browser, a URL é a que você definiu no processo. Ou seja: Funciona. 

Espero que tenham gostado!

Abraço,

Marco 

Popularity: 1% [?]

Share

Comments 3 Comentários »

Imprima este post Imprima este post

Leia também:

A CloudCampus está com uma lista de novos cursos ONLINE! Alguns tem inscrições limitadas. Confiram!

Cursos em Tempo Real: 

Novos cursos no formato gravado:

Aproveitem! 

Popularity: 1% [?]

Share

Comments 4 Comentários »

Imprima este post Imprima este post

Leia também:

amigo.png

Popularity: 1% [?]

Share

Comments 4 Comentários »

Imprima este post Imprima este post

Leia também: