«

»

jan 04 2011

Usando o roteador / switch Cisco como um servidor DHCP

Estava eu hoje, preparando algumas aulas do curso SWITCH, e me ocorreu que não há nenhum post no blog sobre configuração DHCP em switches ou routers Cisco. Então, vamos lá! O que mostro neste post é a config básica. Há muito mais configs possíveis (como options DHCP), tenham isso em mente.

Embora existam diversas soluções de mercado para serviços DHCP bem mais robustas, o serviço DHCP embutido no Cisco IOS pode ser bastante útil em ambientes “SOHO” e em redes de pequeno porte, que dependam somente de um único roteador.

O papel do DHCP na rede é atribuir endereços IP automaticamente às estações de trabalho (ou outros dispositivos). Além de atribuir dinamicamente endereços IP, o DHCP pode também configurar uma gama de parâmetros TCP/IP nestas estações, como os endereços dos servidores DNS, endereço do default gateway da rede, dentre outros. A configuração de um roteador Cisco para que ele funcione como um servidor DHCP é bastante simples e é ilustrada a seguir.

Passo 1: Certifique-se que a porta que se conecta à rede local (LAN) esteja devidamente configurada e ativada e ative o serviço DHCP no roteador:

Router(config)# interface ethernet0/0
Router(config-if)# ip address 192.168.10.1 255.255.255.0
Router(config-if)# no shutdown
Router(config-if)# exit
Router(config)# service dhcp

Passo 2: Crie o “pool” onde será especificado os endereços IP que você deseja distribuir para os hosts em sua rede:

Router(config)# ip dhcp pool meupooldeenderecos

Passo 3: Especifique os endereços que serão disponibilizados para os hosts:

Router(dhcp-config)# network 192.168.10.0 /24

Passo 4: Especifique o domínio a ser configurado nos hosts:

Router(dhcp-config)#domain-name nomedodominio.com

Passo 5: Especifique os servidores DNS (até 8 endereços podem ser configurados):

Router(dhcp-config)#dns-server 192.168.10.2 192.168.10.3

Passo 6: Especifique o endereço do default gateway da rede (até 8 endereços podem ser configurados):

Router(dhcp-config)#default-router 192.168.10.1 (endereço IP do próprio roteador, no caso)

Passo 7: Especifique o tempo de duração do lease, ou seja, quanto tempo o host pode ficar com o endereço antes de re-checar com o DHCP:

Router(dhcp-config)#lease 7 (tempo em dias, no exemplo)

Passo 8: Exclua os endereços IP que não devem ser oferecidos aos hosts. No exemplo abaixo, os IPs 192.168.10.1 até 192.168.10.10 não serão oferecidos aos hosts pelo DHCP.

Router(config)# ip dhcp excluded-address 192.168.10.1 192.168.10.10

Pronto! Seu roteador agora responderá às solicitações DHCP de hosts na rede, e estes hosts receberão um endereço IP dentro do intervalo de 192.168.10.11 a 192.168.10.254.

Monitorando o serviço DHCP

Os seguintes comandos possibilitam o gerenciamento do serviço DHCP em um roteador Cisco:

  • “show ip dhcp binding”: Lista os IPs já fornecidos para as estações de trabalho.
  • “show ip dhcp conflict”: Lista eventuais conflitos de endereços IP.
  • “show ip dhcp database”: Lista o DHCP database.
  • “show ip dhcp pool”: Lista todo o conteúdo dos pools configurados.
  • “show ip dhcp relay information trusted-sources”: Lista as informações sobre o relay DHCP.
  • “show ip dhcp server statistics”: Mostra as estatísticas do tráfego DHCP.

Em caso de problemas, as seguintes opções para debugging estão disponíveis:

  • “debug ip dhcp server events”: Muito útil para mostrar os “empréstimos” e “expirations” dos endereços IP.
  • “debug ip dhcp server linkage”: Server para diagnosticar eventos em situações onde existem relações entre dois ou mais servidores DHCP (esquema “parent/child”, tais como radix tree).
  • “debug ip dhcp server packet”: Mostra o tráfego DHCP em tempo real.

Marco.



Comente usando o Facebook!
0
0

15 comentários

2 menções

Pular para o formulário de comentário

  1. Diogo Mendes

    Esse post atualmente tem mais valor ainda levando em consideração que DHCP não faz mais parte do escopo do CCNP, dessa forma o blog se torna uma boa referente sobre mais esse assunto 🙂

    Falando nisso, sinceramente, acho que essa alteração foi boa. Na época que estudei achei muito chato ter que ler sobre DHCP no meio dos meus estudos sobre roteamento.

    Abraços!

    0

    0
  2. Edson

    Excelente post Marco, começando 2011 com tudo!
    Obrigado pelas dicas, continue nesse pique e conte conosco.
    DHCP nos dispositivos Cisco é uma mão na rod, baita ferramenta e essencial para estudantes e aspirantes à CCNA.

    Valeu

    0

    0
  3. Herbert

    Já estava até esquecendo como se configura…

    Preciso voltar a estudar redes urgente!

    0

    0
  4. nelsonjr

    Otimo posta, gostaria que em um outro abordasse o fato de um router DHCP para varias redes.
    Onde o mesmo teria que responder por solicitações de diversas vlans, e como faze-lo responder para cada vlan o ip referente a mesma.

    Att, NelsonJr.

    0

    0
  5. ferrugem

    Muito bom o posto Marco! 😉

    Somente para complementar o post, em relação ao comando service dhcp, que deve ser aplicado em modo de configuração global, por default, os roteadores já vem com esta opção habilitada, ou seja, não seria, obrigatoriamente, necessário tal comando.

    Em relação ao lease, por default, a configuração é de 1 dia.

    Para mais informações pessoal, além de ler o post e “botar” em prática esses comandos (PT, GNS3…), vale a pena dar uma conferida na página da Cisco. 😉

    Abraços à todos e bons estudos! Vamos que vamos pessoal! 😀
    Felipe Ferrugem

    “Juntos somos ainda melhores!!!”

    0

    0
  6. Petry

    Fica a dica de um comando:

    clear ip dhcp binding *

    0

    0
  7. rpedrosa1979

    Bacana demais Marco, usei essas configuraçoes em um cliente ano passado em BH.
    Criei 2 escopos DHCP, um para voz e outro para Dados.
    Se quiserem posto as configurações que usei.

    Vlw…

    Feliz ano novo!!!

    0

    0
  8. Eron Melo

    Boa Tarde!!!!
    Recentemente mudei de empresa. A antiga usava IP fixo obrigatóriamente em todas as estações. Na empresa atual, apenas os servidores usam IP fixo e todas as estações usam DHCP. Perguntei sobre esta prática ao administrador da rede e o mesmo disse que é “obsoleto” trabalhar com IP fixo em estações. Seria isso uma realidade?????

    Abs,
    Eron Melo.

    0

    0
  9. Marco Filippetti

    Realmente não faz sentido alocar IP fixo para estações de trabalho comuns. Não vejo necessidade disso.

    0

    0
  10. Dean

    A não ser que algum programa em determinado servidor dependa de endereços IP de clientes configurados manualmente nele mesmo.
    Como por exemplo alguns programas de cybercafe que exigem inclusão manual de endereços IP para reconhecer e se comunicar com as estações.

    0

    0
  11. brunoazevedo100

    MUITO BOM!!! VALEU PELO POST…

    0

    0
  12. Eron Melo

    Marco, Dean e demais participantes,
    Obrigado por compartilhar seus conhecimentos!!!!!

    Abs,

    0

    0
  13. zekkerj

    Legal o artigo. Queria replicar 2 comentários acima… primeiro, do ferrugem:

    @ferrugem: “em relação ao comando service dhcp, que deve ser aplicado em modo de configuração global, por default, os roteadores já vem com esta opção habilitada, ou seja, não seria, obrigatoriamente, necessário tal comando.”

    Não é necessário, mas é boa prática. Afinal, antes de vc, pode ter passado alguém pelo roteador que desativou o serviço DHCP pra economizar memória ou CPU. Eu mesmo faço isso regularmente, quando estou emulando algum lab grande. Mesmo sabendo que a Cisco diz que não há ganho de recursos em desativar o serviço. É aquela história, vai que… 😉

    @Eron Melo: “Perguntei sobre esta prática ao administrador da rede e o mesmo disse que é “obsoleto” trabalhar com IP fixo em estações. Seria isso uma realidade?????”

    De forma nenhuma. Sempre que vc precisa que uma máquina seja alcançável, vc deve usá-la com IP fixo. Por exemplo, se vc quiser ser capaz de auditar os acessos gerados pelos seus usuários, é essencial que os IPs das estações de trabalho sejam fixos.

    Mas por outro lado, você não precisa configurar os IPs fixos nas estações. Vc pode usar o DHCP pra distribuir IPs fixos, a partir do MAC Address das estações. Aliás, Marco, fica essa sugestão pra um próximo artigo sobre o assunto, como fazer isso no Easy IP.

    Por fim, dois comentários sobre o artigo em si, complementando. Meu instrutor recomendou que a configuração do DHCP no roteador começasse pelos IPs excluídos, e que se possível fosse feita com o serviço DHCP desativado. O motivo disso é que o IOS começa a atender as requisições assim que tem uma configuração mínima — ou seja, assim que a gente insere o comando “network” no pool. Isso pode fazer com que alguns leases saiam sem os outros parâmetros (p.ex. “default-router”). Depois da configuração pronta, é só reativar o serviço e começar a atender os clientes.

    0

    0
  14. Edson

    Valeu pela dica Ferrugem, Petry e zekkerj, a dica de realizar as configurações com o DHCP desligado é muito boa.

    ´[]s

    0

    0
  15. foliveira19

    como configurar dois pools de dhcp para atender duas vlans?

    0

    0
  1. Twitter Trackbacks for Cisco Certified » Usando o roteador / switch Cisco como um servidor DHCP [ccna.com.br] on Topsy.com

    […] Cisco Certified » Usando o roteador / switch Cisco como um servidor DHCP blog.ccna.com.br/2011/01/04/usando-o-roteador-switch-cisco-como-um-servidor-dhcp/ – view page – cached Postado por: Marco Filippetti em Curiosidades, Artigos, Cisco, Dicas – Imprima este post […]

    0

    0
  2. Router(config)# interface ethernet0/0 Router(config-if)# ip addre – View All Latest Trends

    […] posted by: vivekRouter(config)# interface ethernet0/0 Router(config-if)# ip address 192.168.10.1 255.255.255.0 Router(config-if)# no shutdown Router(config-if)# exit Router(config)# service dhcpMore info […]

    0

    0

Deixe uma resposta