«

»

ago 18 2016

Como a demissão de 14.000 funcionários da Cisco afeta você

blog.ccna.com.br

 

[UPDATE]
O número oficial, de acordo com divulgação da Cisco há algumas horas, será de 5.500 funcionários, e não 14.000 como muitos meios de comunicação divulgaram ontem. Mas isso em nada muda a natureza deste post.

Fontes do número 14.000:

  • http://www.reuters.com/article/us-cisco-systems-layoffs-idUSKCN10S05D
  • http://fortune.com/2016/08/17/cisco-systems-layoff/
  • http://gizmodo.com/cisco-systems-will-lay-off-14-000-employees-1785379031
  • http://uk.businessinsider.com/r-cisco-systems-to-lay-off-about-14000-employees-crn-2016-8
  • http://link.estadao.com.br/noticias/empresas,cisco-deve-demitir-14-mil-funcionarios-diz-site,10000070105

[/UPDATE]

 

PS: Para aqueles que pensam que este post é alarmista, falso ou que é apenas para vender cursos, este movimento na Cisco vem ocorrendo desde de 2014. Basta ver neste link, por exemplo: http://www.eweek.com/networking/cisco-to-cut-6000-jobs-as-transformation-continues.html. É bom deixar claro. Em vários posts sobre mercado, por exemplo, eu reforço a tese que saber inglês é fundamental, e a Cloud não vende cursos de idiomas. Quando posto que SDN é uma tendência – e é – o fato de vendermos 1 ou 2 cursos relacionados ao tema não é um fator para desmerecer o post. Reflitam. Não apenas sobre o que escrevi aqui, mas sobre todo o trabalho publicado neste blog, desde 2007. Obrigado.

Vocês devem ter ouvido ou lido a notícia. Está em todo lugar: Iniciando na próxima semana, a Cisco vai cortar cerca de 20% de seu quadro funcional global. São 14.000 pessoas que passarão pela faca nas próximas semanas. Se você não trabalha na Cisco, deve estar pensando “Que chato… sinto por eles, mas isso não me afeta”, certo?

Errado! Aliás, MUITO errado.

O que deve ser observado neste processo de demissão em massa é o fator motivador por trás dele. Diferentemente de outras ocasiões, nas quais a motivação é principalmente corte de custos, desta vez, o buraco é mais “em cima”. Digamos… na camada 7 – aplicação.

A Cisco está investindo em um processo massivo de transição do modelo baseado em hardware para um modelo baseado em software. E, neste processo, muita coisa precisa ser revista e reinventada – inclusive o quadro funcional. A Cisco fez história como um fabricante de hardware. Agora, parece estar abraçando de vez o modelo “Software-defined Everything”.

E como isso afeta os profissionais de tecnologia – mais precisamente, os engenheiros de redes? A resposta tem apenas 3 letras: SDN.

Em algum momento em suas vidas vocês certamente ouviram falar de Software-defined Networks, certo? Obviamente, muitos de vocês não deram a devida importância. Não se culpem. Nem mesmo a Cisco levou isso à sério, no início. A empresa demorou a aceitar que software está para o futuro assim como café está para o leite. Mas a ficha caiu e a Cisco levantou-se, sacudiu a poeira e começou a dar a volta por cima.  Uma das maiores evidências disso é a arquitetura proposta pela empresa, conhecida como ACI (Application Centric Infrastructure) – sua definição do que é SDN e de como isso se integra às necessidades atuais e futuras.

Resumindo: Conhecer roteamento, endereçamento IP e como configurar isso em routers e swiches, aos poucos, vão deixando de ser as únicas habilidades procuradas em um engenheiro de rede. Conhecimentos de programação e modelagem de software começam a pesar no currículo. Sendo mais específico: Programação. E isso já é visível em vagas de emprego. Muitas pedem conhecimentos em redes mas, também, habilidades em programação – mais especificamente, Python. Ou seja, a tendência é que a função de engenheiro de redes passe a ser algo mais próximo de um “programador de redes”. E isso é fato.

Pouco a pouco as vagas relacionadas à engenharia e arquitetura de redes passam a incluir na lista de requisitos conhecimentos e experiência em elementos SDN, como  Openflow, NFV, Openstack, Python, etc. Resumindo: A forma como as redes são criadas e operadas está mudando, e rápido (Dica: Faça uma busca por SD-WAN). E nós precisamos nos adaptar rapidamente à estas mudanças, ou perderemos nosso lugar ao sol. O que está ocorrendo agora, na Cisco, é um sinal importantíssimo. E devemos levar ele muito à sério se quisermos seguir nesta área tendo relativo sucesso.

Eis uma amostra do que vem por aí, depois das demissões na Cisco:

http://economia.uol.com.br/noticias/reuters/2016/08/18/empresas-de-tecnologia-preparam-mais-demissoes-apos-cortes-na-cisco.htm

Enfim: Estudem, estudem e estudem. É o único caminho.

 

Abraço!

Marco Filippetti



Comente usando o Facebook!
4
0

2 menções

  1. Vaga de engenharia de redes / SDN na Ciena » Blog CloudCampus Networking Academy

    […] É, parece que meu post sobre as demissões na Cisco não estava tão fora, […]

    0

    0

Deixe uma resposta