Projeto de telefonia IP usando CME + CUE (parte 1)

Este assunto começou durante o curso CCNA Voice Online e eu havia prometido aos participantes do curso que eu passaria os detalhes de nosso projeto de telefonia para ajudá-los em seus estudos. Pois bem, eu já havia começado a falar sobre o tema em um post mais antigo. Hoje, consideramos que o projeto está finalizado, e eu gostaria de compartilhar com vocês os objetivos e necessidades que buscávamos e o passo-a-passo de como tudo foi implementado.

Quando tivemos a idéia de partir para um sistema de telefonia IP buscávamos endereçar os seguintes pontos:

  • Acima de tudo, ensinamos porque gostamos do que ensinamos, e adoramos meter a mão na massa. Nada melhor que um projeto “in-house” para isso 🙂
  • Nossa empresa é dinâmica, e precisávamos de uma solução que nos desse flexibilidade. Nada mais flexível do que poder atender nossos telefones de qualquer lugar (e praticamente à qualquer hora)
  • Precisávamos de um sistema de voice-mail integrado e inteligente

Optamos pela plataforma Cisco Unified Call Manager Express, pelo simples fato de termos roteadores ISR sobrando em nosso escritório. Precisávamos expandir a memória RAM e a FLASH do mesmo, para receber a versão do IOS que planejamos para suportar nosso sistema de telefonia (C2801-ADVENTERPRISEK9-M, Version 12.4(24)T3). Também precisamos adquirir um módulo AIM-CUE para o sistema integrado de Voice Mail. A Flash, o módulo CUE e dois telefones IP 7941 Cisco foram adquiridos no eBay e despachados para o Brasil. A memória e as placas PVDM (codecs), VIC2-4FXO, VIC2-2FXS e HWIC-4ESW (switch) foram adquiridas aqui no Brasil mesmo.

A versão do CUCME suportada por esta versão do IOS é a 7.1 e a versão do sistema de VM que veio no CUE que adquirimos era a 3.2, por isso, foi necessário realizar o upgrade de nosso sistema CUE para a versão 7.1. Também instalamos o pacote de idioma Português no sistema, para termos respostas audíveis neste idioma.

Finalizada a parte de infra, com o CUCME e CUE nas versões corretas e compatíveis, faltava “apenas” criar o projeto. Temos um fax na empresa, por isso precisaríamos de interfaces FXS. Temos poucas linhas telefônicas, por isso, uma placa com 4 portas FXO para entroncar com a PSTN seria o suficiente.

O registro dos telefones no sistema deveria ocorrer apenas via VPN, por questões de segurança. Habilitaríamos o registro SIP pois estávamos prevendo o uso de um ATA (adaptador analógico) em uma localidade remota, para agir como uma extensão do sistema. No escritório central, começaríamos com apenas 2 ramais IP e um ramal analógico, para fax.

Agora, era arregaçar as mangas e começar a configurar tudo. No próximo post, detalharei mais o projeto e colocarei alguns percalços que tivemos no decorrer do mesmo. Também compartilharei as configurações utilizadas para colocar tudo para funcionar (VPN, CUCME, CUE, etc).

projvoicecc.jpg

Abs

Marco.



Comente usando o Facebook!

9 comentários

Pular para o formulário de comentário

  1. Bom d+! Aguardando o próximo post 😀

  2. Show de bola!

  3. Ótimo para estudar,

    Dá exactamente para implementar em nossos projectos futuros

    Parabéns

  4. Otimo post marco parabens

  5. Show de bola o lab…..parabéns!!!

  6. Estudando e ansioso para o próximo post. 🙂

  7. Boa tarde Marco. Gostei muito da idéia desse artigo. Quando sairão os próximos capítulos? Obrigado, abração.

  8. Boa noite Marco! Esse projeto não andou mesmo hein. rsrs abraço!

    1. Na verdade, andou sim. É o que usamos hoje em nosso escritório. Só não fiz um post detalhando por falta de tempo.

      Abs

Deixe uma resposta